sexta-feira, 3 de junho de 2016

Rede de Parceiros no Campo realiza avaliação do I Itinerante Rural no Oeste do Pará


O evento é uma realização de diversas entidades governamentais e não governamentais em prol do desenvolvimento rural.

Após a realização do I SEBRAE Itinerante Rural realizado no Oeste Paraense nas cidades de Alenquer, Almeirim, Belterrra, Curuá, Faro, Juriti, Mojui dos Campos, Monte Alegre, Oriximiná, Prainha, Terra Santa, Santarém e em Óbidos a Rede de Parceiros no Campo formada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Pastoral da Criança, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), Banco do Brasil e Banco da Amazônia, Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Pará (ADEPARÁ) e as Secretarias Municipais de Desenvolvimento Social, Agricultura, Educação, Saúde e Meio Ambiente dos municípios envolvidos realizou na manhã de hoje, 3 de junho, uma reunião de avaliação do projeto.

Em Óbidos, representantes da Rede de Parceiros no Campo dos municípios de Curuá, Juruti, Monte Alegre estiveram presentes no auditório da Casa da Cultura onde falaram sobre os desafios e avanços no projeto de levar desenvolvimento ao campo. “Nós temos duas vertentes, a primeira onde se busca um processo de melhoria, quando se faz uma mensuração dos resultados e o segundo, quando se troca idéias e informações, boas praticas para que se possa evoluir neste processo de atendimento e melhoria do pequeno negócio no campo”, falou o gerente regional SEBRAE Michell Martins.

A agente de Desenvolvimento de Juruti, Doriana Gonçalves, falou sobre as dificuldades em tornar realidade um projeto como o SEBRAE Itinerante Rural que leva esclarecimentos sobre tantos temas aos produtores rurais. “Essa é uma missão que cada um de nós carrega e é gratificante quando se chega a um evento como este e vê que o trabalho da gente faz parte do engrandecimento do município. Não é fácil você fazer com que os parceiro acreditem neste projeto e partir do momento que se articula e que acreditam que a agricultura é o que movimenta a economia de todo um país, quando conseguimos desenvolver a rede o fardo ficou mais leve”, falou a Agente de Desenvolvimento de Juruti.

A representante da EMATER em Óbidos, Clélia Guerreiro, falou sobre a importância dessa reunião. “Essa é mais uma etapa deste projeto e a cada etapa nós vamos nos reunir para avaliar e planejar a próxima uma vez que o SEBRAE Itinerante prevê três ações em cada município. Aqui em Óbidos nós tivemos a primeira com os pescadores, a segunda será com os produtores de farinha e a terceira nós ainda iremos definir a partir de como será o encaminhamento da segunda. A EMATER tem todo interesse participar deste projeto já que trabalhar com o agricultor demanda um esforço maior e a avaliação serve como um norte para sabermos o caminho a seguir”.

A Secretaria de Meio Ambiente de Óbidos, Robenízia Moda, falou sobre o sentimento dos Parceiros no Campo após a realização deste projeto no município. “Graças a Deus nós conseguimos fazer uma união enquanto governo e enquanto entidade e Óbidos se sente privilegiado por ter realizado seu primeiro itinerante e por considerar que deu tudo certo e dizer da importância que é mobilizar os parceiros e isso nós conseguimos realizar muito bem”, Falou a secretária após informar que o próximo SEBRAE Itinerante Rural deverá ser realizado na região de Terra Firme com os produtores de farinha.  

Fonte: PMO
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores