• APRESENTADO SLIDE 1 TÍTULO

    VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

  • APRESENTADO SLIDE 2 TÍTULO

    VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE.....

  • APRESENTADO SLIDE 3 TÍTULO

    VÁ PARA O BLOGGER EDITAR HTML E ENCONTRAR ESTE TEXTO E SUBSTITUIR PELA SUA DESCRIÇÃO DO POST EM DESTAQUE......

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Em meio à alta dos preços, empresário cria aplicativo que ajuda a economizar na compra de remédios


O reajuste dos medicamentos em 2016 chegou a 12,5%, o maior desde 2005 


CURITIBA, 26/08/2016 - Desde o começo deste ano, os consumidores tiveram que desembolsar mais dinheiro para a compra de remédios, já que em abril o governo autorizou reajuste de até 12,5% de mais de nove mil medicamentos. De acordo com a resolução, o reajuste nos preços teve como base o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que, em 9 de março de 2016, acumulou variação de 10,36% no período de março de 2015 a fevereiro de 2016. Segundo o Ministério da Saúde, esse reajuste leva em consideração a concorrência de mercado, produtividade da indústria farmacêutica e custo de produção. A fórmula está prevista em resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos. Em meio à alta dos preços e a atual situação do país, foi que Daniel Ropelatto, criou o aplicativo HelpRemédios. 

Segundo o empresário, poucos são os que percebem a grande variação de preços dos remédios no país, mas ela existe e é gritante. De acordo com uma pesquisa recente do Instituto de Ciência, Tecnologia e Qualidade, no caso dos medicamentos genéricos, essa diferença supera a casa dos 5.000%. Um medicamento que custa menos de R$ 1 em algumas farmácias pode custar mais de R$ 20 em outras. Com o HelpRemédios, que está disponível na cidade de Curitiba e em breve deverá chegar em algumas das principais cidades brasileiras, os usuários têm a oportunidade de encontrar os melhores preços para os medicamentos que estão precisando. “Em um momento de crise, nada melhor que economizar um pouco, ainda mais quando tratamos de gastos com a saúde, que são indispensáveis”, comenta Daniel Ropelatto.  

Além disso, o aplicativo permite, também, que o consumidor faça uma análise completa sobre cada um dos medicamentos cadastrados no sistema, levantando o nome do fabricante, o princípio ativo, o preço máximo que pode ser vendido pelas farmácias e as suas apresentações. Outra facilidade proposta pela ferramenta é quanto ao pagamento, já que ele pode ser realizado diretamente no aplicativo, via cartão de crédito. “Nós acreditamos que cuidar da saúde não precisa ser tão complicado. Vamos ajudar as pessoas a tratarem seus problemas, sejam eles agudos ou crônicos, com comodidade e conveniência”, explica Ropelatto.  

Disponível nas plataformas iOS e Android, o HelpRemédios tem como função ajudar seus usuários a pesquisar e encontrar medicamentos com as melhores opções de preço.  Seu funcionamento tem como base a localização do usuário, disponibilizando as opções de farmácias próximas e com os melhores preços. Após a compra do remédio desejado, o usuário pode tanto retirar o remédio no balcão da farmácia, quando pedir para que seja entregue onde estive.

 Para mais informações sobre o aplicativo, acesse o site www.helpremedios.com.br.


Fonte: Bruna Bozza
P+G Comunicação Integrada

TVs UHD Samsung Recebem Certificação por Padrões Máximos UHD da Digital Europe


São Paulo, 26 de agosto de 2016: A Samsung Electronics anunciou que todos os seus modelos 2016 de TV UHD conseguiram a certificação Ultra High Definition (UHD) da Digital Europe (DE), um órgão colaborativo das empresas de aparelhos eletrônicos de consumo e TI da Europa. Contendo62 membros corporativos e 37 Associações Comerciais Nacionais, a Digital Europe é uma das organizações mais influentes que representam a indústria da tecnologia digital na Europa.

                                              
As TVs da linha 2016 SUHD TV até a Série 6 SUHD TV cumpriram os rígidos padrões para certificação conforme especificados pela DE e agora poderão apresentar o logo Europeu de UHD TV, além da etiqueta da Associação de Consumidores de Tecnologia (CTA). Os dois selos de certificação serão exibidos nas TVs UHD da Samsung na IFA deste ano.

Para este certificado, a DE definiu especificamente um "Pixel" como o elemento mínimo de resolução de imagem, capaz de projetar a mesma escala de luminescência que todo o restante da tela. A contagem horizontal e vertical de pixels deve ser de todo o bloco triplo de sub-pixels vermelhos, verdes e azuis (RGB), sem contar sub-pixels não-RGB adicionais. 
  

Outros critérios para obtenção do certificado da DE incluem:

·      Resolução original mínima da tela (ex: LCD, PDP, OLED) ou motor de projeção, que deve ser de 3840 x 2160 em proporção original 16:9.
·      Colorimétrica mínima suportada é de BT.709 ou acima
·      O dispositivo de projeção tem que possuir pelo menos um caminho de sinal ponta-a-ponta disponível ao usuário, que não projeta uma imagem UHD em taxa de quadros ou resolução menor que a recebida pela interface UHD a partir da fonte.
·      O dispositivo de projeção tem que possuir pelo menos um caminho de sinal ponta-a-ponta disponível ao usuário que não reduz a resolução, nem a taxa de quadros de uma imagem UHD durante o  processamento antes da exibição.

"Nossas TVs serão um importante ponto de referência para consumidores quando procurarem por uma TV UHD que ofereça máxima qualidade de imagem, mesmo que não estejam familiarizados com termos técnicos e resultados complicados", explica Simon Sung, Vice-Presidente Executivo do Setor de Visual Display da Samsung Electronics.  "Estamos confiantes de que este novo certificado da Digital Europe, marcado com um logotipo UHD, trará mais confiança aos consumidores ao comprar uma TV UHD."

Em setembro, a Samsung divulgará novos anúncios direcionados aos consumidores sobre a qualidade de imagem de suas TVs UHD, criadas para auxiliar os consumidores a tomar uma decisão consciente ao comprar um televisor. Os novos anúncios também destacarão a utilização de painéis RGB nas TVs UHD da Samsung, com efeito de redução de distorção, além de familiarizar os consumidores com as tecnologias relacionadas à UHD.


Sobre a Samsung Electronics Co., Ltd.

A Samsung Electronics Co. Ltd. inspira o mundo e molda o futuro com ideias e tecnologias transformadoras. A    empresa está redefinindo o mundo de televisores, smartphones, dispositivos vestíveis, tablets, câmeras, linha branca, impressoras, equipamentos médicos, sistemas de rede e soluções de semicondutores e LED. Para conhecer as últimas novidades, visite a Samsung Newsroom em news.samsung.com.


Fonte: CONTATO:
Máquina Cohn&Wolfe
                     Samsung Electronics Co., Ltd.
                                    Tel: 11 3147 7900

Jovens aprendizes da Eletronorte visitam fábrica da Dow Corning


Com o objetivo de agregar conhecimento prático à formação técnica em Logística, cerca de 30 alunos do Programa de Jovens Aprendizes da Eletronorte visitou esta semana a fábrica de silício metálico da Dow Corning, no município de Breu Branco, sudeste paraense. Durante a visita, conheceram todo o processo produtivo da empresa, que é líder global em silicones e está presente há 27 anos na cidade.

Gleyce Anne Vila Seca, instrutora do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial/ Unidade Remota de Tucuruí), afirmou que a visita à Dow Corning foi bastante produtiva e impactou positivamente os alunos. “A empresa trabalha a logística e toda a cadeia integrada. Isso deu a equipe uma visão ampla de como é realizado toda a produção da companhia, remetendo na prática as disciplinas ministradas em sala de aula, como gestão de produção, suprimentos, distribuição, transporte, fundamentos logísticos, entre outros”, destacou.

A instrutora ressalta também que a Dow Corning é um belo exemplo de planejamento logístico, já que mantém todos os setores interligados para obter resultados positivos sem desperdício para a organização e o grupo Dow. “A empresa atua na região com boas práticas de sustentabilidade, contribuindo com o desenvolvimento e o crescimento dos municípios da região. Percebemos também que é uma empresa aberta à tecnologia, inovação e a novos aprendizados. Os alunos saíram bem motivados para participar, futuramente, dos processos seletivos da companhia”, comentou.

A jovem aprendiz Tamires Vieira da Silva, 17 anos, disse que visitas como essa ajudam a enxergar a parte prática do curso em logística e a se preparar para os desafios da profissão. “Fiquei impressionada com a Dow Corning, que sem dúvida é uma referência em planejamento, segurança e manutenção de máquinas. Inclusive a visita pesou sobre a decisão da carreira que quero seguir que é engenharia de produção”, afirmou.  

Quem também ficou impressionado com a visita foi o estudante Hailton Carlos Morais, 18, que está há seis meses no Programa de Jovem Aprendiz da Eletronorte. “Gostei muito da política, visão e forma de trabalhar da empresa. O que me chamou atenção foram as ações de sustentabilidade e todos o monitoramentos ambientais feitos pela Dow Corning. A segurança e a preocupação com a qualidade de vida dos funcionários também são pontos bem positivos na companhia. Vou estudar bastante para poder me habilitar a uma vaga na empresa. Seria um sonho”, disse. 


Fabiana Gomes
Analista de Comunicação | Communication Analyst - Temple Comunicação

Docway recebe atualização


A versão 3.0 do aplicativo é gratuita e está disponível para Android e IOS


CURITIBA, 26/08/2016 – Lançado oficialmente em setembro de 2015, o aplicativo Docway já é um grande sucesso nas capitais brasileiras, além de outras 120 cidades do interior onde o aplicativo também está em funcionamento. Com ele, o usuário pode ter atendimento médico no local e hora que precisar. Agora, com mais de 30 mil downloads, o aplicativo acaba de receber uma atualização.

A nova versão do Docway traz algumas novidades, e tem como objetivo melhorar a experiência do usuário. A partir dessa atualização, as consultas de urgência são atendidas em até uma hora, antes o período médio de espera era de três horas. Além disso, o usuário tem a possibilidade de pesquisar a agenda do seu médico de preferência e agendar o horário. Outra novidade nesta atualização é que agora o usuário poderá ter “multi perfis”, assim ele poderá acompanhar não só os seus atendimentos, como de toda a família.

Segundo Fábio Tiepolo, CEO da startup, o objetivo é estar em constante evolução para melhor atendes aos usuários.  “Estamos sempre pensando nos nossos usuários, queremos proporcionar a eles um atendimento médico humanizado e eficiente, e é para isso que o Docway trabalha. Em cada atualização procuramos fazer com que o aplicativo se torne mais abrangente e prático, melhorando a experiência do usuário”, completa.

Para mais informações sobre o aplicativo, que está disponível para os sistemas iOS e Android, acesse o site www.docway.co.

Fonte: Bruna Bozza
P+G Comunicação Integrada

Brasil tem Dia de Combate ao Escalpelamento e Pará tem lei pra prevenir acidentes nos barcos


Você sabia que no dia 28 de agosto comemora-se o Dia Nacional de Combate e Prevenção ao Escalpelamento? A data instituída em 14 de janeiro de 2010, tem por objetivo conscientizar as pessoas sobre o problema e alertar o poder público a disponibilizar assistência médica e psicológica gratuita às vítimas. Por ser muito comum no Norte do Brasil, os acidentes envolvendo escalpelamentos passaram a ser conhecidos, inclusive, como uma verdadeira “tragédia amazônica”.
 Para garantir mais segurança às pessoas que utilizam as pequenas embarcações no Pará e evitar os acidentes de escalpelamento, a Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), aprovou em 21 de dezembro de 2006, o Projeto de Lei 6.935 - posteriormente transformado em Lei Estadual - obrigando barqueiros ribeirinhos de todo território paraense a usarem a carenagem, uma espécie de equipamento de proteção para o volante e eixo do motor. O Projeto de Lei é de autoria do deputado Martinho Carmona.                    
REALIDADE - Se o pequeno barco em que estava Balbina Barbosa Figueiredo, de 29 anos,  natural de Anajás, tivesse carenagem para proteger o eixo do motor, ela não estaria na lista das centenas de vítimas de escalpelamento no Pará. O acidente aconteceu durante uma viagem que tinha tudo para ser tranquila, mas acabou em tragédia. “Saímos do interior de Anajás para a cidade, onde os meus avós iriam receber o pagamento do benefício da aposentadoria. E eu, sem saber do perigo, deitei próximo ao motor que, com velocidade, conseguiu atrair uma mecha do meu cabelo e arrancou parte do meu couro cabeludo. Eu tinha apenas onze anos e, dali em diante, minha vida mudou. Foram meses de dores e dez cirurgias reparadoras até recuperar minha autoestima”, relatou.
Acidentes como esses em que ocorre a perda do cabelo total ou parcial e, em alguns casos, a mutilação de membros do corpo, ainda são comuns no Pará e na Amazônia.  Mas segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), esse tipo de incidente está diminuindo. Este ano, quatro acidentes de escalpelamento ocorreram em todo o estado. Esse número é menor do que o registrado em 2015, quando foram identificadas onze  ocorrências.
Ainda segundo a Sespa, de  1997 a 2012,  85% das pessoas  acidentadas eram do sexo feminino. Deste total, 65% eram crianças. 
A ROTINA DO MEDO - Os acidentes acontecem em pequenos barcos artesanais e sem registros naval, comumente usados pela população ribeirinha do estado do Pará e região Amazônica. Pela exposição do eixo do motor, a hélice fica sem proteção.  Com uma velocidade de 2.500 rotações por minuto, os cabelos compridos das meninas e mulheres se enroscam no eixo, provocando o acidente e com isso o couro cabeludo é arrancado. Com a força que isso acontece, alguns membros do corpo podem sofrem mutilações.
Desde 2009, quando foi criado o Plano de Enfrentamento ao Escalpelamento pela Marinha do Brasil, a Capitania dos Portos passou a oferecer gratuitamente aos barqueiros, o equipamento de proteção para cobrir o eixo do motor. 
No total, 21 municípios paraenses estão entre os que registram maior número de acidentes: Abaetetuba, Afuá, Anajás, Bagre, Barcarena, Breves, Cametá, Chaves, Curralinho, Igarapé-Miri, Juruti, Limoeiro do Ajuru, Melgaço, Moju, Muaná, Oeiras do Pará, Oriximiná, Gurupá, Portel, Prainha e São Sebastião da Boa Vista.
RECOMEÇOS - O processo de recuperação das vítimas é longo e doloroso. São necessários várias cirurgias de reconstrução do couro cabeludo. A falta de cabelo ainda afeta a aparência e, consequentemente a baixa estimafeminina, sendo portanto, fundamental o acompanhamento psicológico.    
Foi pensando em resgatar a autoestima dessas mulheres, que a assistente social Maria Cristina de Jesus dos Santos, resolveu criar a Orvan, ONG dos Ribeirinhos Vítimas de Acidente de Motor. Mais do que uma ação social, ela resgata sonhos.
Criada há cinco anos, a Orvan é uma referência na confecção de perucas. Toda a produção é destinada a atender às vítimas de escalpelamento e às mulheres, crianças e jovens com queda de cabelo por tratamento de quimioterapia contra o câncer. A instituição vive de doações e com apoio de voluntários para desenvolver suas atividades. Para produzir uma peruca, por exemplo, são necessários dez metros de cabelo. Mas, atualmente, as atividades estão sendo prejudicadas por falta de recursos financeiros. Sem dinheiro, as contas de energia, segurança e internet estão atrasadas e os dias de trabalho foram reduzidos para apenas três vezes por semana, por contenção de despesas.   
Por acreditar na continuidade do projeto, a presidente da Orvan pede apoio. “Meu sonho é ver os projetos saírem do papel e que a sociedade e os governantes possam valorizar mais esse trabalho. A causa não é só minha, é dessas mulheres  vítimas do escalpelamento e do preconceito social ”, argumentou.  
Foi por meio da ONG que Regina Formigosa, 42 anos, conseguiu ter de volta a autoestima. Ela sofreu um acidente de barco quando tinha 22 anos. O cabelo ficou preso no eixo do motor e arrancou de forma brutal seu couro cabeludo. Além das cicatrizes das inúmeras cirurgias, o acidente deixou marcas na alma. “Eu era de um jeito e, de repente,  recebo a notícia de que nunca mais teria cabelo. Isso me levou a depressão. Tudo mudou quando conheci a Orvan. Hoje uso peruca e me sinto bonita. Meu sentimento é que esse tipo de acidente acabe e que o trabalho da ONG continue para ajudar outras mulheres”, declarou.
As pessoas interessadas em fazer doações à Orvam, devem procurar a sede da ONG ou entrar  em contato pelo telefone (91)  9117 0490. A ONG fica na Avenida João Paulo II, Lote 134, Bairro Castanheira.
PROGRAMAÇÃO - Para comemorar o Dia Nacional de Enfrentamento ao Escalpelamento, celebrado no dia 28/08, uma equipe de profissionais da Sespa realizou -  de 22 a 26 deste mês - em Belém e em dez municípios paraenses com maior número de acidentes, uma programação específica para tratar o assunto. A II Semana de Enfretamento aos Acidentes de Motor com Escalpelamento contou com diversas ações, desde distribuição de material educativo no Ver-o-Peso e no Porto do Açaí para orientar os barqueiros; palestras e rodas de conversas em escolas ribeirinhas; exibição de vídeos e apresentação de trabalhos acadêmicos sobre o tema.  
Um dos destaques da programação foi o curso de Capacitação em Tecnologias de Saúde no uso de curativos industrializados no atendimento de urgência e emergência de lesões das vítimas de Acidente de Motor com Escalpelamento, realizado pela equipe de Programa de Atendimento Integral às Vítimas de Escalpelamento, (Paives) da Fundação Santa Casa do Pará, referência nesse tipo de tratamento. É um curso intensivo com aulas sobre atendimento de primeiros socorros, direcionado aos profissionais de saúde, Corpo de Bombeiros e também aos agentes comunitários de saúde de 46 municípios que trabalham na região do Marajó, Tocantina e Grande Belém. O Paives foi criado em 2008 e já atendeu 252 pessoas. Entre as vítimas, mais da metade são crianças.
Com o Programa de Atendimento Integral, as vítimas de escalpelamento recebem assistência com uma equipe multidisciplinar formada por cirurgiões plásticos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais e pedagogos.  
De acordo com a Coordenadora de Mobilização Social da Sespa, Socorro Silva, o evento busca capacitar os profissionais para realizarem os primeiros procedimentos com eficiência e responsabilidade. “Esses conhecimentos são fundamentais para garantir uma boa recuperação da vítima, por isso investimos nesses cursos. A capacitação é constante. Este é o segundo curso ministrado em 2016”, explicou. 
Socorro lembrou que uma das maiores dificuldades para um atendimento médico às vítimas é a alta rotatividade de profissionais de saúde que trabalham em locais distantes do centro. “Os profissionais que recebem o treinamento não permanecem muito tempo nessas cidades. Muitos são contratados e, ao serem demitidos, retornam para suas cidades ou estado de origem. E isso prejudica a qualidade do atendimento de primeiros socorros”, desabafou.      
SERVIÇO:
Como evitar o acidente?
- Manter os cabelos totalmente presos, de preferência em forma de “coque”, com uso de boné;
- Resgatar os objetos caídos no barco somente quando a embarcação estiver parada e com o motor completamente desligado;
- Exigir ao barqueiro a cobertura de proteção do eixo;
- Ficar longe do eixo da embarcação;
 - Evitar usar colares, cordões, lenços, porque podem se prender ao motor;
- Cobre também ao poder público local mais fiscalização no uso de proteção do motor;
- Nunca arme rede próximo ao motor.
Em caso de acidente, como agir?
- Jamais use remédio ou qualquer outra coisa no ferimento;
- O ideal é usar pano limpo para cobrir a área com lesão;
- Levar a vítima ao hospital mais próximo.

Fonte: Assembléia Legislativa

Fundação do Câncer :: 5 grandes motivos para deixar de fumar


O tabagismo causa pelo menos 50 doenças, inclusive câncer, e, no Brasil, mata 400 pessoas por dia. Fumar é a principal causa de morte evitável do mundo. O cigarro contém cerca de 4.700 substâncias tóxicas, das quais pelo menos 70 são cancerígenas. No Dia Nacional de Combate ao Fumo, celebrado em 29 de agosto, os especialistas da Fundação do Câncer Alfredo Scaff, epidemiologista, Cristina Perez, psicóloga, e Mariana Pinho, enfermeira, dão dicas sobre como parar de fumar e listam benefícios para a saúde de se tornar um ex-fumante. 

Parar de fumar...

Rejuvenesce e embeleza. O fumo tem ação direta na pele, aumentando a quantidade de rugas e da celulite. O cigarro também deixa os dentes amarelados e causa periodontite e formação de tártaro, entre outros problemas. Os aspectos dermatológico e dentário melhoram a partir do momento em que a pessoa deixa de fumar.

Não necessariamente engorda. Ao largar o cigarro, o ex-fumante passa a ter outros prazeres, como sentir cheiros e sabores. Isso pode levá-lo a querer comer mais. Mantendo a alimentação saudável, é possível ficar em forma. Uma dica é apostar em frutas (especialmente cítricas), hortaliças e laticínios, que pioram o gosto do tabaco, segundo pesquisa da Universidade Duke, nos Estados Unidos. Café, cerveja e vinho devem ser evitados nas primeiras semanas sem cigarro, por acentuaram a vontade de fumar.

Reduz a quantidade de consumo de álcool. Estudo publicado na revista científica BMC Public Health, mostrou que, ao contrário do que se acreditava, tentar largar o cigarro não aumenta a ingestão de álcool como forma de compensação. Pelo contrário.

Protege os seus filhos. As crianças estão expostas a risco no ambiente doméstico quando têm pais ou responsáveis que fumam dentro de casa. Elas adoecem mais de infecções respiratórias e alergias, correm risco de morte súbita da infância e têm mais chances de se tornarem fumantes na idade adulta. A gestante, mesmo que não fume, mas esteja exposta à fumaça, coloca em risco a gestação e a saúde do bebê.

Melhora a saúde do bolso. Quem deixa de fumar um maço por dia pode economizar cerca de R$ 150 por mês e, ao final de um ano, R$ 1.800. Cada embalagem contém 20 cigarros.



Dicas para abandonar o tabaco

. O primeiro e fundamental passo é realmente querer.
. O fumante deve marcar uma data dentro dos próximos 15 dias e optar entre deixar de forma abrupta (a pessoa fuma normalmente e, a partir do dia escolhido, não fumará mais) ou gradualmente. Caso seja de forma gradual, é importante estabelecer o número de cigarros a cada dia anterior à parada total e seguir a regra. Caso contrário, o método pode não funcionar.
. Nos primeiros dias sem fumar, o corpo começa a se adaptar à ausência da nicotina. Podem aparecer alguns sintomas, como dores de cabeça, formigamento das mãos e dos pés, tosse, ansiedade e vontade intensa de fumar. O desconforto desaparece após uma ou duas semanas sem fumar.
. Para reduzir a vontade de fumar, experimente beber água gelada ou mastigar canela em pau, cravo, cristais de gengibre, barra de cereais ou chiclete sem açúcar. Estes itens devem estar sempre à mão.
. Praticar atividade física e receber apoio de familiares e amigos são grandes aliados.
. Profissionais de saúde sempre podem ajudar um fumante a deixar o cigarro.

  
Sobre a Fundação do Câncer
A Fundação do Câncer (cancer.org.br) é uma instituição privada sem fins lucrativos, há 25 anos promovendo ações estratégicas para a prevenção e o controle do câncer em todo país. Atua na promoção à saúde, prevenção, diagnóstico precoce, assistência, cuidados paliativos, educação e pesquisa, além de contar com projetos relacionados a transplante de medula óssea e sangue de cordão umbilical e placentário.


Advogados de Lula convocam coletiva de imprensa



 26/08/2016
 
 
 
Advogados de Lula convocam coletiva de imprensa 
 
 
 
 
 
Os advogados do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de sua esposa Marisa Letícia Lula da Silva falarão com a imprensa hoje, às 17h30, a respeito do ato do delegado federal  Márcio Adriano Anselmo hoje divulgado.
 
Endereço: Rua Padre João Manuel, 755, 19º andar. São Paulo
 
Cristiano Zanin Martins 
 
 
 
 Assessoria de Imprensa Luiza Gorgatti tel 61 9947-2339
Mais informações em www.abemdaverdade.com.br
 
 

 
 
 Teixeira, Martins & Advogados
 Rua Padre João Manuel, 755, 19º andar
 CEP: 01411-001 - São Paulo(SP) - Brasil
 Tel. Direto/Direct Phone: (+5511) 3060-3310
 Fax: (+5511) 3061-2323

Pró-Saúde apresenta case de melhor hospital público no Congresso Médico e Jurídico, em Vitória



Pró-Saúde
Joab Ferreira
Tel.: (93) 9182-6500




O diretor de Desenvolvimento da Pró-Saúde, Danilo Oliveira da Silva, apresentou, na manhã desta sexta-feira (26/08), o modelo de prestação de serviços da entidade na gestão de saúde pública, durante o 4º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico. 
Para um público que lotou o auditório do Itamaraty Hall, em Vitória (ES), o diretor apresentou a experiência da gestão no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), localizado em Santarém (PA), pertencente ao governo do Estado. “A Pró-Saúde assumiu a administração do HRBA num momento em que o hospital enfrentava muitas dificuldades, em 2008. Em parceria com o governo, realizamos um trabalho com foco na qualidade do atendimento e segurança do paciente, resultando na conquista da Certificação ONA 3, para aquela unidade hospitalar, que ocorreu em 2015”, destacou. 
A ONA3, ou Acreditado com Excelência, é a mais alta qualificação emitida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), entidade que atesta a qualidade de unidades de saúde no País. 
Danilo Oliveira, em sua exposição, também comentou sobre o ranking publicado pela revista Exame, em maio deste ano, no qual o HRBA aparece como um dos dez hospitais públicos de excelência no Brasil. Nesse mesmo ranking, segundo o diretor, a Pró-Saúde figura como destaque, já que o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), também sob sua gestão, aparece na lista dos hospitais públicos certificados com ONA. “O interessante desse ranking é que dos dez hospitais acreditados com Excelência, nove são administrados por Organizações Sociais”, acrescentou. 
Em sua apresentação, o diretor destacou os fatores de sucesso no modelo de gestão feito por uma Organização Social. “Para que o trabalho seja bem-sucedido, é necessário observar alguns fatores, que incluem a escolha da OS, o acompanhamento e fiscalização, o financiamento adequado, a rapidez na tomada de decisão e o compromisso do contratante em manter os repasses em dia”, observou Danilo Oliveira. Ele também citou um estudo feito pelo Banco Mundial, que aponta benefícios das parcerias firmadas com OSs, como o aumento da produtividade, qualidade da assistência, redução de custos, satisfação do usuário e resolutividade. 
Danilo lembrou que, em Vitória, a Pró-Saúde gerencia o Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), desde 18 de dezembro do ano passado. “Nossa meta é, para o próximo ano, também certificar o HEUE com a ONA”. 
Promovido pela Abrages (Associação Brasileira de Gestão Social e Tecnologia), o evento conta com apoio da Pró-Saúde. Iniciado na quarta-feira, dia 24, o Congresso termina hoje com debates previstos até as 18h.



Galeria de fotos:

O curriculum em papel ainda existe?


*Por Fabiana Schneider

Vou começar com uma pergunta provocativa: você acha que o curriculum em papel ainda existe? Mesmo em tempos da “era da informação”, acredite ou não, ainda é necessário você ter seu Curriculum Vitae à disposição, online ou em papel, bem escrito, atualizado, de preferência em até duas folhas, citando as principais palavras-chave sobre você ou suas próprias “hashtags” e suas experiências profissionais, além de “vender” seus melhores projetos e resultados alcançados nas empresas em que trabalhou.  
Mas como um headhunter, como eu, vou poder conhecer você e incluí-lo em um processo seletivo que estou trabalhando se seu CV em papel estiver apenas com você? O Linkedin resolve este problema. Se você tiver um perfil online e em rede, atualizado e idêntico ao seu CV nesta que é a maior rede social profissional da atualidade com mais de 400 milhões de usuários no Mundo, fica muito mais fácil, rápido e assertivo aos recrutadores poder encontrar você! 
Se você está trabalhando, o LinkedIn é uma ótima plataforma de networking e benchmarking sobre projetos semelhantes aos que você trabalha hoje, trocando cases de sucesso, de fracasso ou dificuldades na implantação, e ainda poder ouvir uma proposta de emprego interessante para um novo projeto, por que não?  
Já se você está em transição de carreira e busca uma nova recolocação no mercado ele é uma excelente ferramenta gratuita para buscar novas oportunidades de trabalho. Inclusive compartilho uma dica valiosa sobre busca de vagas no LinkedIn, tanto no site quanto no aplicativo (LinkedIn Jobs): na aba “empregos”, selecione possíveis nomes de cargos e segmentos de atuação e assim busque por diversas opções de palavras-chave, empresas, localidades geográficas (CEP). Depois de selecionadas as mais aderentes a você, salve suas pesquisas e coloque no alerta diário. Pronto! Assim você acompanha as vagas publicadas no LinkedIn, que são bem mais estratégicas que outros sites de empregos. E fique tranquilo pois estes alertas e todas suas candidaturas a vagas poderão ser vistas apenas por você mesmo.  
Vale lembrar que esta mesma dica acima pode ser usada para quem está insatisfeito com seu trabalho atual e quer saber passivamente como anda o mercado de trabalho pois assim você mesmo pode mapear o mercado por meio das vagas abertas para sua área, cargo ou segmento buscando por títulos semelhantes ao seu hoje, por exemplo. E caso não encontre nenhuma vaga para seu perfil ou encontre vagas pouco aderentes, reflita bem sobre sua real insatisfação e sua resiliência em continuar mais um tempo em sua empresa atual.
Por outro lado, se você busca proativamente inscrever seu CV em empresas que admira ou até mesmo quer confirmar informações antes de aceitar uma nova proposta de emprego, vale a dica de seguir estas empresas no LinkedIn e ainda se conectar com profissionais que trabalham lá para poder conhecer mais da cultura e clima organizacional no dia-a-dia, sempre com muito bom senso, objetividade e paciência se não for respondido. 
E para as empresas, estas mesmas estratégias podem ser utilizadas para fazer o mesmo mapeamento de mercado, público-alvo, concorrentes, oxigenar e ampliar sua rede para alcançar um maior número de prospects para seus produtos ou serviços, ou ainda conhecer novos parceiros, fornecedores ou futuros sócios. No LinkedIn você consegue buscar muitas destas informações estratégicas para seu negócio de forma fácil, rápida, assertiva e gratuita. Cuide de seu perfil no LinkedIn e mantenha-o atualizado sempre que iniciar ou concluir algum novo curso ou quando iniciar ou terminar um projeto. 
*Fabiana Schneider é professora do ISAE/FGV, de Curitiba (PR), e tem mais de 18 anos de experiência profissional na área comercial, atuando em empresas nacionais e multinacionais. Há mais de 4 anos tem se dedicado à área de desenvolvimento humano atuando como consultora de carreira para profissionais e headhunter para empresas.

Fonte: Caroline Rodrigues
P+G Comunicação Integrada

É possível definir o nível de segurança que a sua empresa deve ter?


Por Alexandre Maldonado*

Quando o assunto é segurança digital, um dos desafios dos gestores é saber se sua empresa está realmente protegida dos ataques de malware, crimeware, ransomware entre outros.

A questão é saber qual o nível de segurança ideal para seu negócio.
No entanto, a resposta definitiva não existe. Cada organização conta com particularidades para a definição correta do teor de segurança necessário.

Para chegar a uma avaliação precisa é importante entender as regulamentações e legislações do setor, o tipo de negócio da empresa, o montante a ser investido e a maturidade da empresa para utilizar soluções de segurança da informação.

É esse conjunto de dados que vai possibilitar avaliar o cenário e ver o que é realmente necessário para cada companhia.
Por exemplo, se sua empresa trabalha com o conceito de IoT (Internet das Coisas), com certeza, ela deve se preparar para evitar vulnerabilidades complexas no sistema e ciberataques, já que o número de portas de entradas dos malware é potencializado com as integrações.

Segurança nas “coisas”

Segundo o instituto de pesquisa IDC, haverá cerca de 212 bilhões de objetos ou máquinas conectadas à internet até 2020. Como esses equipamentos geram mais tráfego e demanda de armazenamento de dados para as redes, também ficam mais suscetíveis as brechas de vulnerabilidades e ameaças.

Para se ter uma ideia das possibilidades de invasões e roubos de dados com o IoT desprotegido, em 2013, dois hackers americanos fizeram uma demonstração de uma invasão à um carro enquanto um repórter da Wired Magazine dirigia o veículo.

Conectando-se à porta serial do veículo e depois repetindo o ataque via wireless, os hackers foram capazes de interferir em várias funções do veículo como a estação de rádio, a temperatura do ar-condicionado e chegaram a parar o veículo em pleno funcionamento.

Hoje é possível, por exemplo, controlar o marcapasso de uma pessoa, o termostato de um lugar remotamente (imagine ficar sem aquecedor no inverno, na Rússia ou desligar um sistema de refrigeração de um data Center)?
Se esse tipo de controle cai nas mãos erradas, o estrago pode ser grande.
Diante disso é importante se preparar para evitar falhas de segurança com a IoT. Um dos caminhos é potencializar a visibilidade das imagens de ameaças às aplicações, dispositivos e dados. Adotar controles dinâmicos e automatizados é uma boa saída.

Entenda o tipo de ameaça
Outro ponto é entender o comportamento da ameaça: se é uma ameaça simples – vírus ou malware com um curto período de vida, que tem um comportamento “esperado” e sem um alvo específico – ou avançada, também conhecida como ataque direcionado – malware mais complexo criado e/ou customizado para um alvo específico.

Nesse último caso, o problema é mais complexo e difícil de ser resolvido. Isso requer pessoas, processos e tecnologia trabalhando em conjunto.
Portanto, para definir o nível de segurança adequada do seu negócio é importante entender o contexto de mercado, sua atuação e o grau de maturidade da empresa. Feito isso, o passo seguinte é criar estratégias para aumentar a segurança dos dados e garantir a proteção da propriedade intelectual da sua empresa.

*Alexandre Maldonado é Major Account Manager da Trend Micro Brasil

Por Alexandre Maldonado*

Quando o assunto é segurança digital, um dos desafios dos gestores é saber se sua empresa está realmente protegida dos ataques de malware, crimeware, ransomware entre outros.

A questão é saber qual o nível de segurança ideal para seu negócio.
No entanto, a resposta definitiva não existe. Cada organização conta com particularidades para a definição correta do teor de segurança necessário.

Para chegar a uma avaliação precisa é importante entender as regulamentações e legislações do setor, o tipo de negócio da empresa, o montante a ser investido e a maturidade da empresa para utilizar soluções de segurança da informação.

É esse conjunto de dados que vai possibilitar avaliar o cenário e ver o que é realmente necessário para cada companhia.
Por exemplo, se sua empresa trabalha com o conceito de IoT (Internet das Coisas), com certeza, ela deve se preparar para evitar vulnerabilidades complexas no sistema e ciberataques, já que o número de portas de entradas dos malware é potencializado com as integrações.

Segurança nas “coisas”

Segundo o instituto de pesquisa IDC, haverá cerca de 212 bilhões de objetos ou máquinas conectadas à internet até 2020. Como esses equipamentos geram mais tráfego e demanda de armazenamento de dados para as redes, também ficam mais suscetíveis as brechas de vulnerabilidades e ameaças.

Para se ter uma ideia das possibilidades de invasões e roubos de dados com o IoT desprotegido, em 2013, dois hackers americanos fizeram uma demonstração de uma invasão à um carro enquanto um repórter da Wired Magazine dirigia o veículo.

Conectando-se à porta serial do veículo e depois repetindo o ataque via wireless, os hackers foram capazes de interferir em várias funções do veículo como a estação de rádio, a temperatura do ar-condicionado e chegaram a parar o veículo em pleno funcionamento.

Hoje é possível, por exemplo, controlar o marcapasso de uma pessoa, o termostato de um lugar remotamente (imagine ficar sem aquecedor no inverno, na Rússia ou desligar um sistema de refrigeração de um data Center)?
Se esse tipo de controle cai nas mãos erradas, o estrago pode ser grande.
Diante disso é importante se preparar para evitar falhas de segurança com a IoT. Um dos caminhos é potencializar a visibilidade das imagens de ameaças às aplicações, dispositivos e dados. Adotar controles dinâmicos e automatizados é uma boa saída.

Entenda o tipo de ameaça
Outro ponto é entender o comportamento da ameaça: se é uma ameaça simples – vírus ou malware com um curto período de vida, que tem um comportamento “esperado” e sem um alvo específico – ou avançada, também conhecida como ataque direcionado – malware mais complexo criado e/ou customizado para um alvo específico.

Nesse último caso, o problema é mais complexo e difícil de ser resolvido. Isso requer pessoas, processos e tecnologia trabalhando em conjunto.
Portanto, para definir o nível de segurança adequada do seu negócio é importante entender o contexto de mercado, sua atuação e o grau de maturidade da empresa. Feito isso, o passo seguinte é criar estratégias para aumentar a segurança dos dados e garantir a proteção da propriedade intelectual da sua empresa.

*Alexandre Maldonado é Major Account Manager da Trend Micro Brasil

Pure amplia modelo de negócio sustentável ‘Evergreen Storage’


O modelo de negócio Evergreen tem benefícios incrementados com os Programas Consolidação de Capacidade (Capacity Consolidation) e o Garantia do Tamanho Certo (Right-Size Guarantee)
São Paulo, SP - agosto de 2016 – A Pure Storage (NYSE: PSTG), fornecedora independente e líder de storage totalmente baseada em flash, anuncia melhorias em seu modelo de negócio Evergreen® Storage. Trata-se do lançamento de dois programas: o Consolidação de Capacidade (Capacity Consolidation) e o Garantia do Tamanho Certo (Right-Size Guarantee) que agregam uma série de benefícios aos clientes.
O modelo de negócio Evergreen® Storage elimina a necessidade de atualizações em grande escala uma vez que permite aos clientes atualizarem de forma simples a operação e o tamanho de seus arrays por meio de controladores modernos. Atualmente, a Pure está ampliando as vantagens do Evergreen com novos recursos, incorporando a densidade rápida e a evolução em escala do flash como mídia.
O novo programa Capacity Consolidation permite ampliar a capacidade de armazenamento das empresas para, ao mesmo tempo, consolidar o armazenamento flash mais antigo e menos denso e receber crédito de troca por ele - o que significa que os clientes podem se livrar do ciclo de recompra de armazenamento nas atualizações. Além disso, com o novo Right-Size Guarantee, é possível eliminar o risco de adquirir armazenamento com redução de dados e, em vez disso, as empresas conseguem comprar de acordo com sua necessidade de capacidade efetiva.
Right-Size Guarantee
Os clientes que precisam adquirir armazenamento buscam capacidade efetiva e não querem sem se preocupar com a possibilidade de comprar um array subdimensionado devido ao provisionamento dinâmico, proteção RAID, capacidades de redução de dados e outras variáveis. Com o Right-Size Guarantee, a Pure garante o dimensionamento adequado e o próprio resultado de capacidade efetiva.
Com a Pure é possível, por exemplo, definir os requisitos de capacidade efetiva por carga de trabalho. A companhia usa inteligência de carga de trabalho em nuvem para dimensionar o array certo ao trabalho. Isso elimina preocupações com redução de dados e subdimensionamento de dados exclusivos. Ela garante como resultado a capacidade efetiva, respaldada por uma garantia de seis meses, entregando também flash adicional grátis.
Capacity Consolidation
Com o Capacity Consolidation, o cliente tem a garantia de que sua infraestrutura irá atender ao crescimento explosivo de dados com a tecnologia flash mais moderna e mais densa, sem pagar duas vezes pelo mesmo terabyte.
Comparado a soluções tradicionais, o Capacity Consolidation acaba com as recompras periódicas ao ampliar e modernizar a mídia em um array existente, online e com crédito de troca. O programa também elimina recompras em massa de escalabilidade vertical e horizontal associadas a nós obsoletos removidos de seu cluster. É possível instalar nova capacidade no FlashArray, enquanto os dados na capacidade consolidada e mais antiga são migrados - automaticamente e sem interrupções - à nova plataforma mais densa. O Evergreen Storage pode representar uma economia significativa e contínua de 33% ou mais, mesmo considerando o preço de compra inicial de arrays.
O recurso tecnológico subjacente Shelf Evacuation é outro exemplo de como o Evergreen Storage combina tecnologia e inovação no modelo de negócio com objetivo de oferecer um armazenamento mais econômico e eficaz.
O Capacity Consolidation trabalha em paralelo com outras ofertas do Evergreen® Storage, tais como os pacotes Upgrade Flex. Os clientes podem continuar ampliando sua capacidade e obter flash moderno e mais denso, bem como controladores de maior desempenho, sem recomprar nenhum de seus armazenamentos.
“Do ponto de vista do cliente, capacidade efetiva é a única métrica que importa”, diz Wagner Tadeu, general manager da Pure Storage no Brasil. “Ao garantir capacidade efetiva aos clientes, a Pure elimina riscos associados à redução de dados e simplifica o processo de compra para que eles possam adquirir soluções com confiança e começar a transformar seus negócios”.
Clique aqui para ver o que o ecossistema de alianças tecnológicas da Pure Storage está dizendo sobre o Evergreen® Storage.
Conecte-se à Pure Storage
Visite nosso site: www.purestorage.com
Siga-nos no Twitter: www.twitter.com/PureStorage
Reconhecimento do setor:
Quadrante Mágico do Gartner para arrays de estado sólido
IDC MarketScape para matrizes all-flash
Pure Storage, Pure1 e o logo “P” são marcas registradas da Pure Storage, Inc. Todas as outras marcas registradas ou nomes mencionados neste documento são propriedades de seus respectivos proprietários.
###

Informações para a imprensa:
Capital Informação
Tábata Magalhães – tabata@capitalinformacao.com.br (Mobile: 9.4855-8233)
Karina Côrtes – karina@capitalinformacao.com.br (Mobile: 9.8109-0669)
Luciane Bernardi- luciane@capitalinformacao.com.br (Mobile: 9.8224-4404)
+55. (11) 3926-9517 ou 3926-9518

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores