quinta-feira, 23 de junho de 2016

EMPRESAS BRASILEIRAS DE HOSPEDAGEM CRESCEM 44%


Alta do dólar e crise econômica contribuíram para o crescimento do setor

Depoimentos de grandes empresários mostram que momentos de crise podem gerar grandes oportunidades para o negócio. Isso é o que acontece com as empresas brasileiras de hospedagens de lojas virtuais.  Segundo pesquisa realizada pela BigData Corp, a alta do dólar e a crise econômica contribuíram para o crescimento do setor. Nesse ano, cerca de 44% dos donos de e-commerce contrataram hospedagem nacional. Um número bem maior do que o registrado em 2015 que foi de 28%.

De acordo com o CEO da Softbox, Ricardo Rocha, o resultado é excelente para o Brasil, já que a preferência dos empresários ainda é hospedar sua loja virtual nos Estados Unidos.  “45% dos nossos empresários ainda preferem host internacional, mas o aumento dos impostos e a alta do dólar alteraram esse cenário. A situação faz com que o lojista permaneça no Brasil para economizar com hospedagem”, explicou Ricardo Rocha.

O CEO afirma que esse é o momento ideal para as empresas fidelizarem esses clientes e garantirem que eles fiquem no Brasil quando a crise passar. “A prestação de um serviço de qualidade aliado a um bom atendimento é fundamental para manter esses clientes em nosso país. É muito importante que o empresário saiba aproveitar essas oportunidades para garantir o crescimento do seu negócio”, afirmou Ricardo Rocha.

A pesquisa mostrou ainda que o número de e-commerces no Brasil cresceu 21,52% entre 2015 e 2016.  450 milhões de sites no mundo foram visitados, sendo que desses, 550 mil são brasileiros.

Sobre a Softbox
A Softbox foi constituída para atender as demandas de consultoria e realização de projetos de TI. Presente no mercado desde 2005, a empresa se dedica a consultoria e desenvolvimento de soluções e estratégias para mobilidade e ambientes corporativos. Com a atuação nacional, a Softbox está situada em São Paulo/SP, Rio de Janeiro/RJ, Belo Horizonte/MG e Uberlândia/MG e, se consolida no mercado TI oferecendo serviços completos e personalizados desde o início do projeto até o acompanhamento dos resultados. Tem em seu portfólio grandes clientes como: Dafiti, Unilever, GS1, B2W, Netshoes,Click Rodo, Elo Cartões, AeC Contact Center, Ubook, Insetisan, Máquina de Vendas, Grupo Algar, Grupo Martins, Policard, entre outros.




Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores