quarta-feira, 15 de junho de 2016

Projeto Embarcar, criado por jovens paraenses, torna-se modelo de empreendedorismo social



Fruto da parceria de dois amigos que se conheceram durante o Pense Grande, aplicativo ganha a atenção de investidores.

Maickson Bhoim, de 23 anos, e Taissir Wilkerson, de 29, moradores das vizinhas Santarém e Monte Alegre, no Pará, não se conheciam até novembro de 2013. Um mais falante, o outro mais tímido, tinham em comum o mesmo objetivo: ajudar a melhorar a vida da comunidade local. Eles se encontraram no Pense Grande (antiga Plataforma de Desenvolvimento de Empreendedores), projeto realizado pela Fundação Telefônica Vivo em parceria com a entidade civil Saúde e Alegria na região.

Ali, a iniciativa deu provas de que vai além do apoio aos jovens empreendedores sociais: cria fortes laços de amizade, empodera seus participantes e os incentiva a seguir em frente – Maickson e Taissir mal poderiam imaginar: com a ajuda dos mentores, criariam um projeto que, em pouco tempo, ocuparia as páginas dos jornais e concorreria a prêmios nacionais.

Trata-se do Embarcaraplicativo site que reúnem informações sobre as viagens de barco em Santarém e região. Horários, valores das passagens, escalas… Basta escrever seu ponto de partida e destino para seguir viagem e fazer pesquisas.

“A ideia do Embarcar surgiu durante o curso, em uma aula prototipagem na qual precisaríamos desenvolver uma determinada solução de transporte. Imaginamos algo no estilo de um site de passagens aéreas, só que para barcos, meio de locomoção mais utilizado na nossa região”, conta Taissir.

Em um primeiro momento, eles tomaram a atividade apenas como exercício. Mas os bate-papos e a ajuda dos professores os fizeram enxergar o grande potencial da ideia, que foi desenvolvida com a ajuda do investimento-semente (leia mais no quadro ao final do texto)e fez a dupla navegar mar adentro e levar a ideia adiante.


Atualmente, seguem na atualização das plataformas. E querem ainda mais. “Estamos construindo a segunda versão do site, com novas funcionalidades e correções. Além disso, lançaremos a segunda versão do aplicativo, com a função que era a nossa meta desde o início: trabalhar com a venda de passagens”, revela Taissir.

A sensação de ter se tornado um empreendedor aconteceu com a primeira venda feita pelo Classifibarcos, seção de compra e locação disponível, por ora, na versão web.

Gratuito, o aplicativo já conta com centenas de downloads e elogios. Um dos usuários é o professor Caio Allan, que o consulta sempre para se informar sobre horários e preços. “O Embarcar é rápido e leve, não ocupa tanta memória. Eu o conheci em uma reportagem na televisão, me interessei e decidi experimentar”, diz.

Para o jornalista Paulo Lima, coordenador de comunicação da Saúde e Alegria, os desenvolvedores do Embarcar são motivo de orgulho e inspiração para outros jovens da comunidade. “Tanto o Maickson como o Taissir são pioneiros em nossa formação empreendedora, pois foram capazes de perceber a quantidade de oportunidades presentes entre as comunidades, os rios e a grandiosidade da Amazônia. Eles tiveram a capacidade de enxergar a tecnologia como ferramenta de mudança. O aplicativo Embarcar inspira uma nova geração de jovens a trilhar os caminhos do empreendedorismo.”

Fonte: André Oliveira, Telefônica Fundação


Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores