quarta-feira, 8 de junho de 2016

Trabalho decente aquece debate na 105ª Conferência da OIT


A Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) encontra-se em Genebra (Suíça) desde o último fim de semana, junto com a comitiva brasileira, participando da 105ª conferência da Organização Internacional do Trabalho (OIT), que acontecerá até 11 de junho. Integrante da comissão tripartite do Brasil, a Abit é uma das representantes dos empregadores nos debates sobre "Trabalho decente nas cadeias globais de valor".  
 
Segundo o diretor-superintendente da Abit, Fernando Pimentel, que está na Suíça, os debates seguem acalorados, principalmente no que tange às cadeias globais de valor e condições de trabalho.
 
Para a Associação, se o mercado é global, as formas de produzir devem estar alinhadas também com as regras globais. Não pode-se admitir que um sistema que explore os baixos custos e ausência de proteção social da mão de obra como meio artificial de ganho de competitividade em detrimento dos investimentos e trabalhadores de países como o Brasil, onde os padrões são elevados
 
Comissão Tripartite
Criada em 2004, a CTRI é um fórum tripartite de auxílio ao ministro do Estado do Trabalho e Emprego para a tomada de decisões sobre assuntos de política internacional. Ela é composta por representantes do governo, centrais sindicais e confederações de empregadores, e tem entre suas atribuições analisar as agendas de trabalho propostas por diversos fóruns internacionais, como a OIT e o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). Participam da Comissão brasileira, também representando os empregadores, as confederações setoriais como CNI, CNA e CNC (Indústria, Agricultura e Comércio, respetivamente).  A Abit participa dessa Conferência em função de sua forte atuação na área decompliance trabalhista.
 
Informações para Imprensa
Na Abit
Ligia Santos – lisantos@abit.org.br
(11) 3823-6164 
Roberto Lima – roberto@abit.org.br
(11) 3823-6150
Na Ricardo Viveiros & Associados – Oficina de Comunicação
Jéssica Almassi - jessica.almassi@viveiros.com.br
(11) 3675-5444
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores