terça-feira, 11 de outubro de 2016

Treinamento na palma da mão: Tecnologia traz mobilidade para as ferramentas do RH


Com aplicativos para celular já é possível realizar e avaliar treinamentos sem que o funcionário abandone seu posto.
É crescente o investimento em tecnologia voltada para o mercado corporativo. Já existem aplicativos que auxiliam no envio de gastos ao setor financeiro e na logística de deslocamento, por exemplo. Agora a novidade chega ao RH. Com conceitos de microlearning, e Rapid learning, formas do ensino que trabalham pequenas doses de informações, essa plataforma traz mobilidade e economia financeira na execução dos treinamentos.
Grande parte dos gastos gerados pelo setor de Recursos Humanos vem dos treinamentos presenciais. Eles carecem de uma estrutura complexa que envolve aluguel de espaço e equipamentos, gastos com deslocamento de funcionário, coffee break e etc. Os aplicativos vêm para reduzir ao mínimo esses gastos e ainda salvar um bem precioso dentro das empresas: o tempo.
“Quando você dispensa a estrutura física, já conta com uma economia direta de 70%. O fato deste funcionário conseguir realizar o treinamento sem abandonar seu posto traz ainda mais benefícios, como a oportunidade de aplicar imediatamente o que foi absorvido, o que aumenta a produtividade”, comenta Wagner Oliveira, diretor da Woli, empresa referência nacional em ensino corporativo à distância.
A empresa de Oliveira acaba de lançar no mercado o Aplicativo Woli Cursos,  totalmente personalizado com a identidade visual de cada cliente. Com ele o usuário recebe pílulas de conteúdo periodicamente, com temas desenvolvidos pelo RH da empresa. Caso o colaborador fique sem acessar o aplicativo, ele receberá notificações sobre novos conteúdos disponíveis, o que promove o engajamento.
“O funcionário só precisa do celular. Pode acessar aos cursos na hora em que for mais conveniente. Desta forma ele se dedica mais a sua função e passa menos tempo em salas de aula. Ele absorve e aplica simultaneamente o conteúdo”, explica Wagner.
Esses aplicativos trabalham na necessidade das empresas em cortar custos e aumentar a produtividade, além de otimizar o curto tempo que os funcionários tem disponíveis para treinamentos. Tudo isso usando como veículo algo que está na mão de boa parte da população, um smartphone.
“A qualidade dos treinamentos se mantém. O conteúdo é o mesmo, apenas adaptamos a metodologia para a realidade Mobile, uma realidade mais dinâmica e próxima, no qual o funcionário consegue interagir diretamente com o treinamento”, comenta o diretor da Woli.
No aplicativo desenvolvido pela empresa ainda é possível realizar a avaliação de cada funcionário, pois o mesmo pode interagir “curtindo” ou não o treinamento e ainda comentar e receber resposta pelo próprio aplicativo, em tempo real. Todas as informações são transmitidas diretamente ao gestor de recursos humanos. 
Outro diferencial da plataforma é o Smarth Curso. Ele é interativo e direciona o colaborador para o conteúdo que ele precisa, sem repetir informações que ele já domina.
“O foco da Woli esta em sempre utilizar a tecnologia para resolver o dia a dia do RH de forma simples, fácil e rápida. A resposta de nossos clientes para o uso deste aplicativo é muito positiva, facilita processos e corta custos”, finaliza Oliveira sobre a impressão de seus clientes sobre o aplicativo. 
Sobre a Woli
Criada em 2002, a Woli é referência continental em ensino corporativo à distância para empresas dos mais diferentes segmentos. Ao todo, o grupo já treinou quase 2 milhões de pessoas em dez diferentes países da América Latina e da África.
Com o lema “Tecnologia em Gestão de RH”, a Woli fechou 2015 com um faturamento de R$ 11 milhões. A empresa tem como clientes empresas de grande porte no cenário nacional varejista, e de serviços como Localiza, Mercado Móveis, Máquina de Vendas, Eletro Zema, Zema, Lojas Marabraz, Drogaria Catarinense, Romera etc.
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores