quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Parlamentares conhecem planejamento estratégico para o turismo no Pará


Nos 15 dias da festividade do Círio de Nazaré, Belém recebeu 80 mil turistas de outros estados e outros países, confirmando o evento religioso como um dos principais atrativos turísticos no Pará. Não apenas por motivos religiosos e culturais, a importância do Círio foi confirmada como impulsionador de desenvolvimento econômico a partir do turismo.

De olho em oportunidades de desenvolvimento e geração de renda como o Círio, o Governo vem intensificando os investimentos no setor do turismo. O secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, participou de uma reunião com os deputados nesta quarta-feira (26/10), a convite do presidente do Poder Legislativo, deputado Márcio Miranda.

A reunião durou cerca de três horas e contou com a participação de 15 parlamentares. Para o presidente Márcio Miranda, “o secretário fez uma explanação muito didática e esclarecedora, demonstrando que o Pará tem um projeto para o turismo no estado, que vai desde treinamento e capacitação das pessoas para receber o turista, a questão hoteleira, a infraestrutura e logística nos locais, enfim, ficou muito claro de que essa etapa deve ser vencida e o número de turistas vem crescendo a cada ano”, avalia.

O presidente citou o voo internacional da TAP, que iniciou com conexões em Belém e Manaus e que agora “a TAP manteve em Belém, demonstrando que temos um fluxo que sustenta essa rota e o grande apelo turístico que o Pará tem”, diz Miranda.

PLANEJAMENTO - O Plano Estratégico de Turismo Ver-O-Pará prevê as ações do Estado para o período de 2012 até 2020 e é considerado o principal instrumento de ação do Poder Executivo para elevar a qualidade de vida e reduzir as desigualdades entre as diversas regiões do Estado por meio da sustentabilidade do setor turístico como política pública capaz de gerar desenvolvimento.

Mas o que o deputado Márcio Miranda considerou muito importante foi a preocupação em expandir as ações de turismo para o interior. “Não podemos esquecer que 25% da população estão na capital e 75% no interior, e o estado tem um grande potencial turístico, mas é preciso dar condições para que ele seja aproveitado”, avalia.

O secretário destacou as principais linhas de atuação para garantir a expansão do turismo. Ele aponta o programa de qualificação, que já beneficiou 16 mil trabalhadores que atuam em atividades relacionadas ao turismo, desde 2012; e o programa “Voa Pará”, de incentivo à aviação com a redução de ICMS para o combustível de avião. Essa medida de incentivo fiscal garante a competitividade para as empresas paraenses e possibilita a criação de novas rotas aéreas ligando Belém aos municípios do interior.

O presidente lembrou que o Parlamento já vinha tratando desse tema como Governo. “Nós fomos tratar com o governo a criação de uma linha aérea para Redenção e conseguimos a isenção de ICMS no combustível para os aviões. Nesse momento ficou claro que essa era a mesma dificuldade para implantar novas linhas e a partir daí abriu o leque: Soure, Salvaterra, Breves, Paragominas, Redenção, enfim, abriu o grande leque de condições para fazer o turista chegar a essas regiões, e também garantiu economia ao legislativo no deslocamento dos deputados pelo território paraense”, lembra o deputado Márcio Miranda.


Fonte: Assembléia Legislativa
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores