quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Susipe diz que fuga de 13 presos tem ‘fortes indícios de facilitação’


Corregedoria vai abrir uma sindicância administrativa para apurar o caso. Para ajudar na fuga, o grupo provocou um corte na energia da unidade prisional.


A Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) disse, por meio de nota, que afuga de treze detentos da Penitenciária Agrícola Silvio Hall de Moura, em Santarém, oeste do Pará, na madrugada desta quarta-feira (5) tem “fortes indícios de facilitação por parte dos servidores” da unidade prisional.
Um grupo de presos da cela 8 do pavilhão 2 fugiu por um túnel escavado na cela 17, que permitiu acesso para a área de mata no complexo penitenciário. Para colaborar com a fuga, o grupo jogou uma corrente nos fios da rede elétrica que abastece o centro de detenção cortando o fornecimento de energia.  Nenhum preso foi recapturado.
Na nota, a Susipe esclareceu que toda a equipe de plantão será encaminhada para prestar depoimento na Delegacia do município. A Corregedoria do órgão irá abrir uma sindicância administrativa para apurar o caso.
A armação para provocar o corte de energia foi confirmado ao G1 pela concessionária de energia Celpa, que foi acionada para restabelecer o fornecimento por volta de 5h30. De acordo com o executivo de relacionamento com o cliente, Gilliard Vaz, a alguém jogou uma corrente na rede. “Atingiu os fios de alta tensão, deu curto-circuito e o presídio ficou sem energia. Não foi um problema, foi algo previsto. De imediato nossa equipe foi ao local e restabeleceu o fornecimento. Eles tem um gerador, não sabemos porque não  ligou”, explicou.
A susipe divulgou a relação dos foragidos: André Cabral, Arnaldo Brito, Carlos Haroldo, Erivelton Marinho, Glendson Gomes, Jackson Sousa, Joabe Nonato, Joelison Souza, Julio Silva, Luiz Almeida, Roniele Pereira, Walmir Rodrigues e Cleber Torquato (sem foto). Entre eles tem assaltantes, homicidas e traficantes.
Na parte superior: André Cabral, Arnaldo brito, Carlos Haroldo, Erivelton Marinho, Glendson Gomes, Kackson Sousa; na parte inferior: Joabe Nonato, Joelison Sousa, Júlio Silva, Luiz Ricardo, Roniele Pereira e Walmir Rodrigues  
Serviço
Quem tiver qualquer informação sobre os fugitivos pode ligar para o Disque-Denúncia, no 181, ou denunciar pelo WhatsApp da Susipe, no (91) 98814-1218. O sigilo é garantido.

Fonte: Santarém
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores