domingo, 30 de julho de 2017

Mendigo de São Paulo ganha R$ 4.083.653


Morador de rua de São Paulo tem R$ 4.083.653 na conta. Tudo porque encontrou um notebook que fez dele um milionário num banco de praça.
De acordo com o "Notícia Agora", Geraldo Mendes, 52, dos subúrbios de São Paulo, ficou milionário de forma inesperada até mesmo para ele. O homem que havia ido morar na rua 6 anos atrás, depois de perder seu negócio e sua casa, encontrou um notebook por acaso quando procurava um local para dormir.
Segundo Geraldo, fazia 6 anos que ele tentava superar o vício do álcool e buscava uma oportunidade de retornar à vida normal, mas todas as suas tentativas haviam sido em vão. Geraldo frequentemente dormia nos bancos de praça e, numa dessas noites, encontrou um notebook.
"Não, eu não tinha a intenção de devolver o notebook, eu queria vendê-lo para comprar bebida" — admite com sinceridade o ex-morador de rua — "mas primeiro eu decidi dar uma conferida no que havia nele, só por curiosidade, sabe."
No notebook, Geraldo descobriu uma conta de R$ 174 registrada no site OptionM, uma corretora de opções binárias.
"Claro que eu já tinha ouvido falar das opções binárias", explicou Geraldo. "Foi quando eu ainda tinha meu próprio negócio, mas não cheguei a fazer negociações. Só que, dessa vez, eu decidi dar uma chance e, de repente, senti uma empolgação.”
Geraldo virou a noite e só parou quando já havia feito US$ 763 explorando o preço do Euro contra o do Dólar.
"Era como se fosse minha segunda chance, eu acreditava em mim de novo."
Geraldo continuou negociando e, um mês depois, já tinha R$ 185.049 no cartão, um apartamento de luxo para alugar e a aparência apresentável de uma pessoa bem-sucedida. Ele nunca mais parou e, um ano depois, havia alcançado a quantia de R$ 4.083.653, o que o tornou uma celebridade local.
"Não quero mais investir em negócios. Eu sei que eu posso ganhar mais com as opções binárias, então nem me dou ao trabalho. Agora, com esse dinheiro, eu quero ajudar a minha filha, que não vejo há 20 anos.”
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores