domingo, 30 de julho de 2017

Ele Não Consegue Gozar Dentro – O Que Fazer?



Parece estranho, mas a dificuldade de muitos homens em gozar com penetração atrapalha e muito a vida de um casal. Mulheres que possuem parceiros que não conseguem gozar dentro delas costumam achar que o problema é com elas e não se sentem mais desejadas, apenas insatisfeitas e infelizes. Por mais que elas sejam satisfeitas sexualmente pelos parceiros, para uma mulher a transa nunca é completa quando o homem não goza, ainda mais dentro dela.

Para o sexo ser perfeito para o casal, é importante que tanto a mulher esteja satisfeita quanto o homem, e o símbolo dessa satisfação sexual é visto através do orgasmo. Geralmente são as mulheres que possuem mais dificuldade em gozar durante a penetração, por precisarem serem estimuladas de outras formas, mas quando esse problema passa a afetar o homem e ele não consegue gozar dentro da mulher, o que fazer?

Estímulos certos

O problema que alguns homens enfrentam de não conseguir gozar com penetração pode realmente estar ligado à sua parceira. Muitas vezes, a parceira não o estimula da maneira como ele precisa, ou seja, não faz oral, anal ou a penetração vaginal não é tão satisfatória. Isso ocorre quando a mulher tende a se preocupar mais com o seu próprio prazer do que dar prazer ao parceiro e assim dificilmente ele irá gozar dentro dela, precisando procurar outros estímulos como a masturbação para conseguir ejacular.

Quando um relacionamento cai na rotina e o sexo passa a ser um ato robótico, isso também pode acontecer. Sem o tesão e a excitação aflorada, o homem não consegue chegar lá. Uma mulher, ao começar a se esforçar mais, ou se o casal buscar praticar novas posições, transar em locais inusitados ou qualquer outra iniciativa sexual que traga mais emoção para o relacionamento, pode resolver esse problema.

Frustração pessoal

Porém existem casos em que a mulher faz de tudo para agradar, realizando um sexo selvagem, estimulando com frases de sacanagem, fazendo anal, oral e tudo mais que o homem tiver direito, e mesmo assim ele não consegue gozar dentro dela. Quando isso acontece, o problema pode estar diretamente ligado a ele. As causas podem ser uma frustração sexual como, por exemplo, insatisfação com o tamanho do seu pênis, com seu desempenho ou outras questões de caráter subjetivo, como problemas financeiros, problemas familiares, depressão ou coisas do tipo.

Às vezes, o problema também pode estar relacionado ao excesso de masturbação, em que o homem se acostuma a gozar boa parte de sua vida através da automasturbação e quando começa a ter uma vida sexual ativa não consegue gozar com penetração. Muitos viciam-se no método e mesmo tendo uma parceira fixa insistem em praticar a masturbação.

Problema físico

A inibição ejaculatória pode ser a causa dessa dificuldade em ejacular. Muitas vezes pode ser confundida com a anorgasmia masculina, porém os distúrbios se diferenciam, pois na anorgasmia o homem ejacula, mas não sente o prazer do orgasmo. Já na inibição ejaculatória, o homem consegue a ereção normalmente, realiza o ato sexual, mas pode permanecer horas em atividade sexual sem ejacular.

Por mais que isso possa parecer ótimo para alguns homens, principalmente aqueles que gozam rápido e não conseguem se segurar para que a mulher goze primeiro, na verdade é muito frustrante e desconfortável para ambos não conseguir gozar dentro delas. A mulher também não consegue sustentar o sexo por muito tempo, pois sente uma fadiga incontrolável que os obriga a parar o ato sem que o homem chegue lá. Por mais que em um primeiro momento esse problema pareça ser uma dádiva e motivo de orgulho para o homem, bastam alguns meses para se tornar uma grande dor de cabeça.

A inibição ejaculatória não é uma função de desempenho, mas sim um distúrbio de desejo sexual. Existem três tipos de distúrbio: primário, secundário e situacional. O primeiro caso é quando o homem nunca vivenciou uma ejaculação em relações coitais, ou seja, com penetração. A segunda refere-se a problemas que ocorrem em determinados períodos da vida e a situacional ocorre, como o nome já diz, apenas em algumas situações específicas, de vez em quando.

O quadro primário pode, inclusive, levar à disfunção erétil secundária. A inibição também pode ser secundária a uma disfunção erétil, pois através da busca pelo prazer do orgasmo e não tendo sucesso, o homem se desestimula e perde a ereção.

Fatores geradores da inibição ejaculatória

Os principais motivos que geram esse distúrbio podem estar ligados a fatores religiosos, o medo de engravidar a parceira e também o desenvolvimento psicossocial traumático. Ansiedade relacionada a dar mais prazer à parceira do que receber pode fazer com que ele não consiga gozar dentro dela, assim como as noias ligadas ao tamanho do pênis, comparando-os com o de outros caras, como já mencionado mais acima.

Porém, algumas causas ainda são obscuras, mas podem ser tratadas através de um acompanhamento psicoterápico com um profissional com experiência em terapia sexual. Essa exigência é fundamental, pois o profissional terá embasamento teórico e conhecimento em recursos e técnicas práticas para auxiliar o homem a solucionar o caso com brevidade.

É importante uma análise detalhada caso a caso para o tratamento adequado. A presença da parceira nesse processo é bastante enriquecedora e essencial para o sucesso da terapia. Caso seu parceiro tenha esse problema de não conseguir gozar dentro de você já há algum tempo, convença-o a procurar um especialista para que possam ter uma relação mais saudável a dois.

Fonte: Irresistível
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores