terça-feira, 5 de julho de 2016

Rádio Rural de Santarém comemora 52 anos de fundação


Pela Rural passaram quase todos os profissionais que militam na imprensa falada de Santarém. Nesta terça-feira (05) a Rádio Rural de Santarém completa 52 anos de existência. Para quem acompanha a trajetória de sucesso desta querida emissora, certamente haverá de lembrar que, quando foi inaugurada em 5 de julho de 1964, com a denominação Rádio Educadora de Santarém, os seus transmissores e estúdio funcionavam no bairro do Caranazal e, o seu escritório comercial era na rua Floriano Peixoto, atrás da Igreja Matriz, em um pequeno prédio onde, atualmente, funciona a Livraria dos Anjos.

Só para lembrar, a Rádio Rural foi fundada no dia 05 de julho de 1964, pelos padres franciscanos, tendo à frente o Bispo Dom Tiago Ryan. Pela Rádio Rural passaram quase todos os profissionais que militam na imprensa falada de Santarém, Pará e Brasil.

Durante seus 52 anos de existência, a emissora acolheu vários profissionais consagrados que brilharam tanto na Rádio Rural quanto em outros meios de comunicação de Santarém, do Pará e do Brasil, como Eriberto Santos, Santino Soares, Ércio Bemerguy, Edinaldo Mota, Osmar Simões, Dário Tavares, Leal di Sousa, Natalino Sousa, Jota Parente, Osvaldo de Andrade, Bena Santana, Bena Lago, Manuel Dutra, Tony Reis, Gerson Gregório, Ivan Sadeck, Thompson Mota, Clenildo Vasconcelos e tantos outros grandes monstros do rádio que me fogem da memória. Hoje a Rádio Rural é comandada pelo Padre Auricélio Paulino e um de seus ícones continua sendo o consagrado Sinval Ferreira, que atua na empresa há mais de trinta anos, bem como tem em seu quadro grandes profissionais como Minael Andrade, Ivaldo Fonseca, Raik Pereira, Luís Carlos Botelho, Armando Carbvalho, entre outros, que levam as notícias de Santarém e região aos mais diversos locais.

Para falar mais sobre a Rádio Rural, publicamos um artigo do consagrado jornalista Ércio Bemerguy, que começou sua carreira nesta emissora, um ano após sua fundação, em 1965: Veja o artigo, na íntegra:

“Lembro-me muito bem… Em fevereiro de 1965, estimulado pelo saudoso amigo Osmar Simões, fui fazer um teste para preencher uma vaga no quadro de locutores da Rádio Educadora de Santarém (hoje, Rádio Rural), fundada no dia 05 de julho de 1964, graças ao esforço dos padres franciscanos, liderados pelo querido bispo, Dom Tiago Ryan.

Pois bem, eram dez concorrentes e, após o julgamento do desempenho de cada um na leitura de textos comerciais e improvisação de um comentário obedecendo o tema fornecido na hora por Osmar, fui classificado em primeiro lugar, sendo logo escalado para apresentar, diariamente, o “Correspondente E-29”, programa destinado a transmitir mensagens aos habitantes das localidades do interior do município de Santarém e cidades circunvizinhas.

No estúdio instalado no pequeno prédio localizado no bairro Carananzal, ainda muito nervoso e emocionado eu anunciava, por exemplo: “Alô, alô, Agapito Figueira, em Arapixuna! Sua esposa avisa que chegou bem e está com muita saudade do Oswaldinho (o competente profissional que hoje apresenta programas na rádio e na televisão Guarany). Quem ouviu esta mensagem favor transmiti-la ao destinatário”.

Depois, já desfrutando da confiança, da simpatia e da generosidade dos dirigentes da emissora, passei a apresentar programas de variedades por mim produzidos, sendo o primeiro deles o “Clube das Fãs” e, posteriormente, o “Desperta Amazônia” e o “EB Faz o Sucesso”. Além destes, fazendo parceria com Osmar Simões, apresentei o “Domingo Após a Missa”, primeiro programa de auditório da nossa querida rádio, na Casa Cristo Rei. Após mudança de nome para “E-29 Show”, passei a ter como parceiro o Edinaldo Mota, aos domingos, das 20 às 22h no mesmo local. Foi uma época marcante na história do rádio santareno, surgindo e sendo revelados através do nosso programa, inúmeros intérpretes, compositores, instrumentistas e grupos musicais, com muito sucesso.

No “EB faz o Sucesso” ou em transmissões externas, como repórter, tive a grata satisfação de entrevistar muitas personalidades importantes – governadores do Pará (Jarbas Passarinho, Fernando Guilhon, Aloísio Chaves e Jader Barbalho); presidente da República (Emílio Garrastazu Médici); artistas (Jerry Adriani, Wanderley Cardoso, Agnaldo Timóteo, Reginaldo Rossi, Jamelão e outros); jogadores de futebol (Garrincha, Pelé e Zico); religiosos (arcebispo Dom Alberto Ramos, bispos Dom Tiago e Dom Tadeu); prefeitos de Santarém (Paulo Lisboa, Ubaldo Correa, Ronan Liberal, Everaldo Martins, Antônio Guerreiro Guimarães, Jerônimo Diniz, Elinaldo Barbosa dos Santos e Ronaldo Campos).

Neste dia 05, a Rádio Rural completa 52 anos de utilíssima e fecunda existência, sempre desfrutando de grande audiência e, sobretudo, da credibilidade de seus ouvintes. É um respeitado veículo da informação atualizada, da mensagem evangélica que conforta, da música que enleva, do esporte que emociona. E mais: através da palavra dos competentes e corajosos profissionais que fizeram ontem ou que fazem hoje o uso de seus microfones, a Rádio Rural é a porta-voz da população santarena que reclama, que pede providências, que sugere soluções para que possa viver melhor, como merece.

Eu guardo na memória e no meu coração, com muito carinho e muita saudade, os nomes dos diretores, dos locutores, dos controlistas de som, do pessoal do escritório e da discoteca, enfim, de todos os colegas com os quais tive a felicidade de trabalhar e conviver em clima de fraterna amizade e, acima de tudo, de entusiasmo e de dedicação para fazermos, juntos, a grandeza da nossa emissora que sempre será o “xodó do povo”.

Parabéns aos meus amigos de ontem e de hoje, integrantes da “Família Rural”, minha escola, minha eterna paixão”.

Uma vasta programação acontecerá para comemorar a data.

Fonte: RG 15/O Impacto, com informações de Ércio Bemerguy
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores