terça-feira, 26 de julho de 2016

Plataforma eletrônica propicia venda de imóveis em menos de 30 dias


A integrar informações de diferentes fontes, Proprietário Direto agiliza compra venda e locação ao integrar interessados.

Imóveis são bens de baixa liquidez. Podem apresentar grande valorização, como ocorreu até dois anos atrás, mas vendê-los, comprá-los ou mesmo alugá-los são tarefas demoradas que demandam esforço, trabalho e paciência. O uso de novas tecnologias, porém, tem possibilitado o fechamento de negócios em menos de 30 dias.


Criada em 2012, a plataforma Proprietário Direto proporciona uma redução significativa no tempo para o fechamento de negócios com imóveis. Isso é possibilitado pelo cruzamento das informações sobre interessados e proprietários. A partir daí, as partes são comunicadas. Alguém que procura uma casa ou apartamento em determinado bairro é avisado sempre que há uma nova oferta na região ou em suas imediações. O mesmo ocorre com quem realiza a oferta, que passa a saber que há interessados na aquisição ou locação de imóveis com o perfil do seu.

“Na plataforma, também são identificadas as demais características dos imóveis, como número de cômodos, vagas e área. A partir daí, criamos a conexão para que as pessoas cadastradas negociem”, explica Edgard Faciola, diretor e criador da Proprietário Direto. Além do site, a comunicação se dá por mídias sociais, como o Facebook. “Dessa forma, o interessado não precisa passar horas na internet à procura de imóveis para encontrar o que deseja. Analisamos as características pretendidas e oferecidas, o que agiliza o processo e propicia que o negócio se concretize sem novas pesquisas”, diz.

Dessa forma, a Proprietário Direto passou a acumular cases de fechamento de negócios envolvendo imóveis em tempo recorde. “Recentemente, um apartamento foi alugado 15 dias depois de figurar na plataforma. Há vendas de imóveis que ocorrem menos de um mês após o anúncio. Já registramos casos em que o negócio se concretizou em uma semana.”, conta Faciola.

Taty Pilon tentou por dois anos vender um apartamento utilizando meios tradicionais, como outros sites de ofertas. Sem conseguir êxito, ingressou no Proprietário Direto fechou negócio em apenas uma semana. Já Daniel Hidalgo Gonçalez, havia recorrido a outros sites especializados em negociação de imóveis. Embora fosse muito acessado, o anúncio de seu apartamento na Vila Romana acabava por não atrair potenciais compradores. Foi diferente no Proprietário Direto, onde bastaram 27 dias para a venda se concretizar.

Atualmente, o Proprietário Direto contabiliza mais de 1.500 registros de interesses de visitas e possui quase 5 mil imóveis cadastrados para locação e venda. O uso da plataforma é simples. Os anúncios dos trazem fotos, valor de venda ou aluguel, metragem, número de cômodos, localização e descrição detalhados. A oferta fica disponível para milhares de interessados registrados, que são avisados também por email e SMS sobre acessos ao seu anúncio. O usuário pode ver quem está à procura de imóveis com o perfil do seu e, a partir daí, negociar diretamente com o interessado, por email e SMS. Além disso, o anunciante recebe notificações sempre que um novo interessado ingressar na plataforma.


Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores