terça-feira, 26 de julho de 2016

Empresas desenvolvem ferramentas para prevenir riscos de incidentes


Imagine a cena. Homens focados no trabalho e máquinas operando a todo vapor. No meio do processo produtivo, alguém solicita que a atividade seja interrompida para que procedimentos sejam corrigidos e os riscos de incidentes sejam eliminados. Parece exagero, mas para Alcoa, paralisar uma atividade em benefício da segurança é uma obrigação.

Desde 2013, a companhia desenvolve a ferramenta do “PARE” em suas operações de bauxita em Juruti, município do oeste paraense. Hoje (27), quando se comemora o Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho, a ação tornou-se exemplo para que funcionários usufruam de um ambiente de trabalho seguro.

Na prática, o PARE funciona assim: todos os funcionários recebem um cartão, com a assinatura do presidente regional da Alcoa. A partir daí, têm total autonomia para parar qualquer atividade em que perceberem uma condição ou ato inseguro. A ferramenta pode ser aplicada para problemas operacionais de saúde, meio ambiente, processo, qualidade e confiabilidade, além de segurança.

Affonso Bizon, diretor da Alcoa Juruti, destaca que a ferramenta traz, entre os s diferenciais, o empoderamento do funcionário sobre suas atividades. “Isso traz maior satisfação no trabalho com melhores resultados. Na questão de segurança, o PARE é uma ferramenta extremamente poderosa, pois elimina na hora uma condição ou ato inseguro que pode gerar um incidente, que pode ser desde um incidente leve, sem lesão, até uma fatalidade”, explica.

Bosque Vida – Outra importante ferramenta desenvolvida pela Alcoa Juruti é o projeto Bosque Vida. A cada risco com potencial de sérias lesões identificado e eliminado pelos funcionários no ambiente de trabalho, uma muda é plantada para simbolizar a preservação da vida. O objetivo é conscientizar os funcionários sobre a conservação do meio ambiente e alertar sobre a segurança no trabalho.

A primeira ação, antes do plantio, é a identificação do risco com potencial lesão pelo funcionário. Em seguida, ele realiza a ação preventiva, eliminando o risco, e quando não há mais perigo, o processo é considerado finalizado e o plantio da muda é feito no Bosque Vida.

Inaugurado em maio do ano passado, o Bosque Vida já colhe frutos. Já foram plantadas 39 árvores em área exclusivamente dedicada, no terminal portuário da empresa. A espécie escolhida para plantio é o Ipê, que é uma espécie floresta indicada também para o paisagismo. O projeto também faz parte das iniciativas do programa Dez Milhões de Árvores, uma ação desenvolvida em nível mundial em todas as unidades da companhia e com apoio da Alcoa Foundation.

Educação constrói cultura de segurança

No polo industrial de Barcarena, no nordeste paraense, a segurança é o principal valor dentro das empresas. A Alubar Metais e Cabos, por exemplo, realiza ao longo do ano mais de 15 ações de promoção à saúde e segurança, com foco na prevenção de acidentes e doenças do trabalho. “Entendemos que a educação é a melhor forma de modificarmos hábitos e construirmos uma cultura de segurança consolidada”, avalia Nuremberg Soria, coordenador de Saúde e Segurança do Trabalho da Alubar.

A companhia já tem consolidadas diversas ferramentas de Saúde e Segurança, como: Regras de Ouro, Fique Alerta, Aponte o Risco, Análise de Perigos e Riscos, Programa de Qualidade de Vida Viva Bem, além dos procedimentos de gestão de empresas contratadas.

Nuremberg Soria enfatiza que a Alubar busca criar um ambiente seguro e inspirador para que todos os colaboradores possam contribuir com a melhoria continua dos processos. “Temos resultados significativos de redução nos índices de acidentes e estamos melhorando nossos indicadores gradativamente. De 2012 a 2015, tivemos uma redução de 71% nos índices de acidentes. Isso só é possível pelo compromisso de todos colaboradores em prol da segurança”, destaca.




Fabiana Gomes
Analista de Comunicação | Communication Analyst

Temple Comunicação
Travessa Benjamin Constant, 1416. Nazaré.
66035-060 | Belém-PA
+ 55 91 3205.6514 / 98896.7216
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores