domingo, 3 de julho de 2016

Projeto costura solidariedade e prepara para o mercado de trabalho




Já pensou em uma iniciativa que promove ao mesmo tempo aprendizado e geração de renda para a comunidade? E o que dizer da mesma ação que além de capacitar pessoas para uma profissão, imprime nelas o desejo de ajudar o próximo. Assim é com o Japiim, projeto social conduzido há nove anos pela Alubar Metais e Cabos, em Barcarena, que beneficia mulheres no ofício de costureira. As integrantes do projeto estão ministrando curso de Introdução de Corte e Costura Básica para mães assistidas pela Pastoral da Criança. A turma, com 20 alunas, receberá certificado do curso nesta sexta-feira (01).

Além das aulas de corte e costura, as alunas estão tendo a oportunidade de aprender a fazer crochê, bordado em ponto cruz e em fita e pintura em tecido. O produto final será a confecção de peças para enxoval de bebê, como fraldas, pagãos, roupas de cama, toalhas de banho. E com isso mais um gesto de solidariedade será costurado: toda a produção do curso será doada para a Pastoral da Criança, que fará a distribuição para mães de famílias carentes. 

“As participantes do Japiim acreditam que têm o poder de transformação social. Elas não só recebem um projeto social, mas estão aprendendo a realizar uma ação de responsabilidade social. É exatamente com esse conceito de aprendizagem que trabalhamos, de dar o que se recebe”, destaca Márcia Campos, coordenadora dos Projetos Sociais da Alubar.


A coordenadora ressalta que esse ‘círculo virtuoso’ é o que dá motivação para acreditar e apostar no projeto. “Muitas das costureiras que fazem parte do Japiim, saíram de cursos promovidos na Pastoral da Criança e hoje são excelentes profissionais. E ver que o projeto, que começa na Alubar, está gerando toda essa cadeia de solidariedade é o que nos impulsiona a continuar animando essas mulheres a ter uma busca incessante pelo desenvolvimento”, afirma.

Oportunidade - A costureira Vanilda Barreta, 39, foi uma das grandes surpresas do projeto. Começou os primeiros passos da profissão em um curso da Pastoral da Criança. Há quatro anos integra o Japiim e se tornou dona do próprio negócio. “Hoje tenho uma renda garantida para minha família. Para mim, repassar todo o conhecimento que tive a outras pessoas é muito gratificante e também é uma realização como ser humano e mulher”, declara.

Marcilene Ribeiro, 38, auxiliar de cozinha, participa pela primeira vez de um curso de corte e costura. Mãe de quatro filhos, ela considera que é uma oportunidade única de aprendizado. “Estou muito feliz por essa chance de aprender outra profissão. Estou atenta a cada aula e penso sim em investir na área da costura, pois a situação financeira está difícil para todo mundo e é importante ter um negócio diferente para ajudar nas despesas de casa”, reconhece. 




Fabiana GomesAnalista de Comunicação | Communication Analyst

Temple Comunicação
Travessa Benjamin Constant, 1416. Nazaré.
66035-060 | Belém-PA
+ 55 91 3205.6514 / 98896.7216
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores