terça-feira, 2 de agosto de 2016

CBF adota medidas para a arbitragem


A Confederação Brasileira de Futebol adotará algumas medidas que visam ao aperfeiçoamento da arbitragem do Campeonato Brasileiro das Séries A e B.

− Queremos um grupo que analise os problemas de forma independente, avaliando e apontando soluções, aplicando medidas corretivas e, ao mesmo tempo, premiando aqueles que têm um bom desempenho. É necessário ressaltar que existe um processo de evolução na arbitragem brasileira e estas ações vêm ao encontro disso. Temos consciência que erros podem acontecer, mas o intuito é sempre agregar experiências para que o trabalho seja cada vez melhor e mais justo – afirma o Secretário-Geral da CBF, Walter Feldman.

Comissão de análise independente

As novas ações começam pela constituição de uma comissão independente que avaliará os árbitros de cada um dos 20 jogos da rodada das Séries A e B. Este grupo será comandado pelo português Vitor Pereira, que apitou duas Copas do Mundo e foi chefe da Comissão de Arbitragem da Federação Portuguesa por mais de dez anos. Além dele, outros dois ex-árbitros farão parte desta equipe: José Roberto Wright e  Cláudio Vinícius Cerdeira.

Aproveitando o trabalho de análise de desempenho dos árbitros que já é executado a cada jogo por analistas contratados, os membros da comissão poderão referendar ou reformar as observações do responsável pela partida. Baseado neste desempenho, eles conjuntamente darão notas aos trios de arbitragem. Esses números vão compor um ranking da Comissão Nacional de Arbitragem no campeonato, que será divulgado a cada rodada.

Também caberá a esta comissão definir sanções aos árbitros que cometerem erros nas partidas e estabelecer um programa de reciclagem junto à Escola Nacional de Árbitros de Futebol (ENAF) para que estes juízes aperfeiçoem seus conhecimentos.

Além da análise individual, será responsabilidade desta comissão uma avaliação global da arbitragem, constatando falhas que ocorrem com maior incidência e estabelecendo medidas de correção para as situações comuns. Este aperfeiçoamento poderá ser feito por intermédio de cursos, provas teóricas, análise de vídeos, entre outros.

Trios fixos

Com o objetivo de melhorar o entrosamento e facilitar a unidade de critérios, a partir desta rodada os trios de arbitragem serão fixos, ou seja, serão repetidos com a mesma formação, sempre que possível. Apenas em caso de afastamento, seja por solicitação própria ou para reciclagem, o árbitro ou os assistentes serão substituídos.

Premiação aos melhores

Ao final do campeonato, com base nas notas proferidas pela comissão independente, os três melhores trios de arbitragem serão premiados com valores em dinheiro, totalizando R$ 500 mil. Essa escolha pode contemplar trios que estejam atuando nas Séries A ou B.

Sistema de sorteio

Um novo sistema de sorteio dos trios de arbitragem será implantado. A Comissão Nacional de Arbitragem selecionará os árbitros que apresentam o melhor desempenho dentro da competição, com seus assistentes previamente definidos, e sorteará entre os jogos. A única restrição aplicada é o fato dos juízes não apitarem jogos dos clubes de seus estados.


Fonte: CBF
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores