terça-feira, 9 de agosto de 2016

Relacionamentos: vida sentimental, namoro e casamento na visão de Deus


Glória a Deus por mais esta oportunidade de estudarmos a Palavra Dele que é poderosa para ressuscitar os mortos, renovar as nossas forças e fazer-nos vencer em Cristo Jesus.

Neste estudo, o Senhor nos dá a oportunidade de falarmos sobre RELACIONAMENTOS. Diante de tantas filosofias e ideias que os homens inventam em nossos dias influenciando principalmente os jovens sobre "vida a dois", é necessário que conheçamos como devemos iniciar e viver em um relacionamento amoroso segundo a vontade de Deus. Para isso, poderemos entender por meio da Bíblia como o Senhor nos orienta quanto a assuntos como namoro e casamento, por exemplo. Ainda neste estudo, aprenderemos com a Palavra do Senhor quais são as características que devemos buscar naquela pessoa com a qual pretendemos nos relacionar.

Ore agora

Ore neste momento pedindo que Deus traga toda a clareza e revelação pelo Espírito Santo sobre a sua vida, para que tudo o que você irá ler possa ser semeado por Ele e jamais ser roubado por Satanás. Deus abençoe a sua vida abundantemente com todo o infinito amor Dele. Amém!

Em nossos dias, um dos maiores problemas que os homens enfrentam refere-se a relacionamentos. O número de divórcios aumenta, muitos pré-adolescentes, adolescentes e adultos não querem se relacionar com responsabilidade e compromisso e querem apenas um(a) parceiro(a) para terem relações sexuais. Além disso, vários países, inclusive o Brasil, têm "aprimorado" suas leis relacionadas ao divórcio para tornar o processo menos burocrático. Caso você não tenha percebido, o homem nunca conseguirá solucionar seus problemas de relacionamento sem conhecer a vontade Daquele que criou tanto os homens e mulheres quanto os relacionamentos, Deus, o Criador de todas as coisas.

A criação

Quando Deus criou o homem, Ele o fez com um propósito e não simplesmente por fazer. Parte do propósito de Deus para o homem refere-se a relacionamentos e está escrita em Gênesis 2:24-25.

Gênesis 2:24-25

"Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam."

Nesses dois versículos, Deus nos ensina sobre casamento. O casamento é a forma pela qual Deus deseja que um homem e uma mulher tenham um relacionamento amoroso.

Para isso, Deus ordena ao homem deixar seu pai e sua mãe. Você deve até ter se assustado, pois Deus ordena que honremos pai e mãe, como então devemos deixá-los? No versículo 24, o verbo "deixar", no texto original em hebraico, significa "deixar a influência", e não "abandonar". Para que seu relacionamento com uma pessoa prospere (seja você homem ou mulher), é necessário deixar a influência dos pais, pois é necessário crescer aprendendo com Deus.

Observe ainda que Deus criou o homem para se unir a uma mulher e não a outro homem e, da mesma forma, a mulher foi criada para se unir a um homem. Isto é, o homossexualismo não faz parte da vontade de Deus. Ele ama igualmente todas as pessoas, e por isso ama também os homossexuais, porém Ele não ama o homossexualismo. Deus deseja que todos os homossexuais compreendam a criação e o propósito Dele para um relacionamento amoroso: o homem unindo-se a uma mulher e a mulher unindo-se a um homem.

É essencial que você entenda que um relacionamento amoroso deve ter sempre como objetivo o casamento. Por esse motivo, começamos este estudo pelos versículos de Gênesis 2:24-25. Quando Deus falou a Adão que um homem deveria deixar a sua parentela e se juntar a uma mulher assim se tornando um (Gênesis 2:24), ele estava descrevendo o casamento.

Se você procurar na Bíblia, não encontrará nenhuma passagem que relate um namoro, pois esse não era um costume do povo de Israel.

Na sociedade israelita, o pai era a figura de autoridade na casa. Sua esposa e seus filhos eram considerados sua posse, quase como suas terras e gados (Deuteronômio 5:21). Ele tinha o direito de vender suas filhas (Êxodo 21:7), e até tinha o poder de decisão de vida ou morte sobre a vida de seus filhos. A facilidade com a qual o marido podia acabar com seu casamento divorciando sua esposa mostra a medida de sua autoridade na família (Deuteronômio 24:1-4; Deuteronômio 22:13-21).

Em geral, a noiva deixava seus pais quando se casava e ia morar com o clã de seu marido. Na verdade, a frase "se casar com uma esposa" vem da raiz da palavra que significa "se tornar mestre" (Deuteronômio 21:13). A esposa tratava o seu marido e se referia a ele como seu mestre.

Em Israel, o casamento acontecia com aqueles que eram da família imediata (primos, por exemplo). Uma razão para isso acontecer, era para que o casal tivesse a mesma crença. Mas é lógico que se a pessoa tivesse o parentesco muito próximo, aí seria considerado incesto. Deus deu então regras ao povo para desencorajar as pessoas a se casarem com pessoas com o parentesco muito próximo ou mesmo muito distante. Casamentos entre primos, tais como Isaque e Rebeca eram comuns. Esse tipo de casamento nunca foi condenado nas Escrituras.

Em geral, os jovens nos tempos bíblicos não escolhiam seus parceiros. O procedimento normal seria os pais do jovem ou da jovem arranjarem o seu casamento. Quando as crianças tinham idade suficiente para se casar, os pais do noivo e da noiva se encontravam para resolver a questão, geralmente sem consultar nenhum dos dois jovens.

Na sociedade atual, temos a figura do namoro, em que os próprios jovens tratam de escolher um ao outro e este é um dos principais assuntos deste estudo, pois essa escolha deve estar pautada na vontade de Deus para que não sejam tomadas decisões precipitadas que causem arrependimento e que desagradem a Deus.

Como ter um relacionamento amoroso de acordo com a vontade de Deus?

A partir deste momento, serão abordados passos fundamentais para se ter um relacionamento amoroso próspero diante da vontade de Deus. Todos os passos descritos abaixo são dependentes uns dos outros, ou seja, não adiantará observar um ou outro passo e desconsiderar os outros.

Fonte: André Oliveira, relacionamentos, vida sentimental, namoro, casamento, sexo, Palavra de Deus
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores