terça-feira, 18 de abril de 2017

Sessão Especial presta homenagem pelos 120 anos da 1ª Igreja Batista do Pará



Em Sessão Especial realizada nesta segunda-feira (17/04), o Parlamento Estadual prestou homenagem aos 120 anos da Primeira Igreja Batista do Pará. A sessão foi realizada no auditório João Batista e contou com a entrega de comendas especiais para dez membros históricos da igreja, além da entrega da comenda da Ordem do Mérito Cabanagem para a Primeira Igreja Batista do Pará. A homenagem foi realizada a partir de requerimento de autoria do presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), deputado Márcio Miranda (DEM) que, na ocasião, foi representado pelo deputado Cássio Andrade (PSB). “Esse é um momento importante, não só para a Assembleia Legislativa como para a igreja porque é a primeira fez que o parlamento estadual realiza uma Sessão Especial voltada para homenagear a Primeira Igreja Batista, no momento da passagem dos seus 120 anos, a partir do requerimento do presidente Márcio Miranda, que preside esta casa legislativa de forma bastante democrática. E essa é uma oportunidade de homenagear, mas também de difundir um pouco os conhecimentos dessa igreja no Estado, inclusive, no que diz respeito aos trabalhos sociais realizados pelos fieis da igreja, que prestam atendimentos diversos as pessoas mais necessitadas. E, por isso, a Alepa se sente honrada em fazer essa justa homenagem”, destaca Cássio Andrade.

O pastor presidente da Primeira Igreja Batista do Pará é David Riker. Em todo o país, a igreja possui cerca de 40 mil templos e dois milhões de fiéis, dos quais em torno de 50 mil seguidores estão no Pará. Em sua fala, o pastor agradeceu a homenagem e destacou o trabalho evangelizador e social importante realizado pela igreja no estado e país. “Nós nos sentimos honrados com a comenda e entendemos que prestamos um trabalho ímpar para a comunidade da bacia amazônica, por termos sido a primeira igreja evangélica de toda a região Norte. Fomos os pioneiros na área e cremos que temos uma contribuição muito importante nas vidas das pessoas que têm e querem Cristo como seu salvador e senhor”, disse o pastor. “Fazemos grandes trabalhos sociais, como ações sociais de cidadania e atendimentos médicos em várias áreas e, nesta semana, na quinta e sexta-feira, teremos ações sociais realizadas no Hangar Centro de Convenções. Mas o foco do nosso trabalho é evangelizador, é proclamar que Jesus Cristo é o Senhor porque as pessoas têm um buraco na alma e esse buraco só é preenchido por Jesus e esse é o nosso trabalho”, acrescentou o pastor Riker.

Segundo conta o pastor, a Primeira Igreja Batista foi criada, no Pará, por um missionário sueco chamado Eurico Alfredo Nelson, que chegou aqui no estado - em 1893 - e trabalhou pelas ruas da cidade até que, em 2 de fevereiro de 1897, fundou a Primeira Igreja Batista no Pará. Depois, ele fundou igrejas também em Santarém e às margens de rios da bacia amazônica. A senhora Alba Eneide de Alencar Farah, de 92 anos, é considerada a mais antiga membro da Primeira Igreja Batista no Pará. “Eu fui batizada aos 13 anos e considero essa minha vivência na igreja tudo na minha vida porque é o meu Deus, que é pai, filho e espírito santo e sou membro dessa igreja até hoje e espero continuar sendo até morrer”, disse a idosa, que foi uma das homenageadas na Sessão Especial, com medalha especial pelos 79 anos de fidelidade como seguidora da igreja.

Soraya Leitão, da Procuradoria Geral do Estado, participou da sessão representando o Governador do Estado, Simão Jatene e louvou a iniciativa do Parlamento Estadual pela homenagem. “Acho uma iniciativa louvável da Assembleia Legislativa porque é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido pela Primeira Igreja Batista do Pará, que é ao mesmo tempo evangelístico e também com repercussão social importante para o povo paraense”, destacou Soraya, que é membro da Primeira Igreja Batista do Pará há cerca de 30 anos.

Waldelice Pinto de Souza, de 84 anos, também foi agraciada com uma medalha especial e se disse muito feliz pela homenagem, pois já se dedica à igreja há 72 anos. “Eu acho que a Assembleia Legislativa nos honra com essa homenagem porque reconhece o trabalho religioso e social prestado pela Primeira Igreja Batista do Pará à comunidade. Nós não somente pregamos o evangelho de Cristo, a religião, o viver cristão, como também cuidamos da parte social, não só dentro da igreja, mas fora da igreja”, disse. “Nós prestamos atendimentos a moradores de rua, pessoas carentes e drogados, inclusive, em São Paulo. Nós temos um reconhecido trabalho de atendimento a pessoas com dependência química. E, aqui, em Belém, nosso trabalho começa com a parte que dói mais, que é a fome e, por isso, nós distribuímos sopão para moradores de rua, além de atendimentos de aconselhamentos espirituais, encaminhamentos médicos e também atendimentos a dependentes químicos, ajudando-os a se recuperar do vício das drogas e a se reintegrarem à sociedade”, complementou a homenageada, acrescentando que a distribuição do sopão é feito às quartas-feiras, na Praça da República.

            Os agraciados na sessão especial com comendas especiais foram:

- Alba Eneide de Alencar Farah

- Waldelice Pinto de Souza

- Natanael Cardoso Leitão

- Ronald Cardoso Leitão

- Ruth de Vasconcelos Brazão

- Waldo Barbosa Sherring

- Joel de Souza Vasconcelos

- Allete Pinheiro Moraes

- Iolanda Pinto Leão

- Gisabele Figueira dos Santos


A Ordem do Mérito Cabanagem foi entregue à:

- Primeira Igreja Batista do Pará

Fonte: AID
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores