quarta-feira, 12 de abril de 2017

Fujitsu - Tecnologia que facilita a vida bancária


Tecnologia que facilita a vida bancária
* Por Ricardo Doniséti

As pessoas buscam, a todo momento, mais comodidade para realizar as tarefas do dia a dia. Dispomos de inúmeras soluções tecnológicas que facilitam processos, otimizam tempo e trazem maior satisfação aos clientes em diversos segmentos da indústria, comércio e serviços. No setor financeiro, o mercado conta com uma inovação tecnológica chamada reciclador de notas, que proporciona mais: segurança, rapidez e praticidade nas operações bancárias. Tudo isso, pois os equipamentos possuem a função de reconhecer, identificar, armazenar e dispensar cédulas.
Realizar um depósito no caixa eletrônico (ATM), sem envelope, parece até incomum, já que quando é necessário realizar essa operação bancária com um valor que precise ser creditado no mesmo dia, geralmente depositamos no que chamamos de “boca do caixa”. Isso porque essa operação, quando realizada no caixa eletrônico, faz com que o valor seja compensado apenas no dia seguinte ao depósito. Entretanto, com os recicladores de notas, os depósitos são feitos sem envelope e creditados imediatamente na conta do cliente. Além disso, as mesmas cédulas que foram depositadas ficam armazenadas dentro do equipamento e disponíveis para serem utilizadas por outros clientes que queiram fazer uma operação de saque.

A pesquisa mais recente da FEBRABAN sobre a Tecnologia Bancária, informa que mesmo com a ampliação dos canais digitais, o canal ATM se manteve estável, pois  realizou 10 bilhões de transações em 2015 e em 2014 foram 10,2 bilhões. Ou seja, mesmo com o crescimento desses canais, algumas transações bancárias precisam ser realizadas no ATM. Por isso mesmo, é importante buscar inovações que tragam evolução e aprimoramentos constantes e, os recicladores de notas, são um bom exemplo. As vantagens são muitas. Eles proporcionam a entrada e saída de recursos, reduzem os custos operacionais, diminuem fraudes, já que identificam com rapidez algum problema nas notas, otimizam tempo, pela velocidade com que executam operações, e reduzem em 40% os custos com transporte de valores.

Na mesma pesquisa da FEBRABAN há uma estimativa de que o número total de ATMs, no Brasil, chegou a 178 mil em 2015. Dentro desse total, atualmente, já existem alguns caixas eletrônicos com recicladores de notas. Acredito que como uma tendência de mercado, nos próximos anos, essa tecnologia terá uma adoção maior pela sua confiabilidade, praticidade e disponibilidade do ATM. Esses são apenas alguns dos benefícios para os usuários finais, além dos outros que já mencionei para o segmento e que contribuem para a fidelização e captação de novos clientes.  

Estamos em uma época em que cada vez mais os consumidores buscam níveis elevados de segurança e agilidade na execução de processos. Ao utilizarmos a tecnologia para nosso benefício será possível ganhar eficiência e realizar mais. Vivemos numa maratona de inovação e podemos nos beneficiar dela. O país se prepara para uma retomada econômica e tudo o que tornar os processos mais práticos e eficientes contribuirá para beneficiar seu crescimento.

*Ricardo Doniséti é Gerente de Negócios da Fujitsu do Brasil

Fonte: Fujitsu
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores