terça-feira, 25 de abril de 2017

Cimed fecha parceria com CBV


Investimento da farmacêutica no vôlei será de R$ 10 milhões, incluindo parceria com a Confederação e ativações de marca.

O Grupo Cimed é o novo parceiro da Confederação Brasileira de Vôlei. O contrato, válido por quatro anos, coloca a empresa entre as maiores incentivadoras de esporte no Brasil. O vínculo entre a entidade e a indústria farmacêutica é válido até 2020.

O investimento no vôlei totaliza R$ 10 milhões em 4 anos, incluído patrocínio direto e ações de ativação. No período, a Cimed potencializará campanhas de comunicação e ações para o consumidor inclusive em Tóquio.  O acordo com a CBV garante exposição em todas as propriedades estáticas das seleções masculina e feminina de vôlei, como placas de quadra e logo em backdrops de entrevista, e exposição do selo de parceiro oficial no portfólio de produtos da marca.

Para João Adibe, presidente do Grupo Cimed, estar novamente no vôlei era um sonho antigo. “Saímos do vôlei há cinco anos, mas sempre tivemos vontade de voltar. É o esporte mais vitorioso do Brasil e, a partir de agora, estamos juntos para comemorar novas conquistas”.

Além do vôlei, a Cimed também está no futebol, como patrocinadora oficial da Seleção Brasileira, e uma equipe própria com 4 pilotos na Stock Car. A identidade visual da Cimed, predominantemente verde e amarela, conversa com as cores das seleções, e a estratégia de negócio solidifica o slogan comemorativo de 40 anos do grupo, completados em 2017, ‘onde tem Brasil, tem Cimed’.

Do total de investimentos em marketing do Grupo Cimed, 60% são destinados aos esportes. O patrocínio à CBV é o terceiro maior investimento dentro da empresa. Diretor de marketing da Cimed, Hélio Melo, explica que estar nas três modalidades esportivas preferidas dos brasileiros é um modo de a Cimed se aproximar ainda mais de seu consumidor. “São os três esportes que mais concentram público, seja no estádio, no autódromo ou nas quadras. São modalidades com torcidas apaixonadas, que gostam de acompanhar e interagir com seus ídolos”.

Fonte: Flavia Santucci - Approach
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores