Breaking News

NOTA OFICIAL


A Assembleia Legislativa do Estado do Pará repudia com veemência as ameaças de morte ao deputado Carlos Bordalo, presidente da Comissão de Direitos Humanos da Casa, e de imediato requereu à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social providências urgentes no sentido de identificar os autores, além da necessária proteção ao parlamentar e a seus familiares.
A Comissão Parlamentar de Inquérito que apurou a existência de milícias atuantes no Pará, e cujo relatório supostamente ensejou tais ameaças, foi instituída por este Poder Legislativo à unanimidade e dela participaram ativamente esta presidência e toda a Mesa Diretora, além da Comissão de Segurança Pública, envolvendo a Alepa como um todo, inclusive seus servidores.
Assim, qualquer retaliação a um deputado estadual – e de modo especial as ameaças perpetradas ao deputado Carlos Bordalo em represália ao seu trabalho parlamentar como relator da CPI das Milícias – atinge o Poder Legislativo em sua totalidade, como instituição basilar do Estado de Direito e de garantia das liberdades democráticas.
A Assembleia Legislativa do Pará não se curva a qualquer tentativa de intimidação e reafirma a defesa de cada um dos seus membros e da sociedade paraense.

Belém (PA), em 06 de abril de 2017


Deputado Márcio Miranda
Presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará
Postar um comentário

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho