quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Manto: Brilho, dedicação e devoção vestem Nossa Senhora de Nazaré



Com a proximidade do Círio de Nazaré, se intensificam as homenagens à Santa na Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). O Manto que será usado na réplica da imagem peregrina que fica na Alepa é uma das formas de demonstrar a devoção à padroeira dos paraenses.

Durante a procissão do Círio da Alepa, no ano passado, os deputados Dirceu Ten Caten e Chamon carregaram juntos a pequena berlinda que conduzia a imagem até a entrada do Palácio Cabanagem. Juntos, os parlamentares entregaram a padroeira para ser homenageada na Sessão Solene.

Este ano, os dois decidiram doar o manto de Nossa Senhora de Nazaré. “Venho de uma família muito católica, tenho uma relação histórica e familiar com a Igreja, por isso sempre participo das missas realizadas na Alepa. Acho importante cultivar a espiritualidade para exercer um trabalho político melhor”, avalia o deputado Dirceu Ten Caten.

Sobre a contribuição para a confecção do manto, o deputado Chamon garante que foi um prazer. “Minha fé é inabalável! Desde criança participo do Círio em Belém”, lembra ele. “Carregar a berlinda me causou uma emoção muito grande, por isso colaborar para fazer o manto foi uma ajuda que chega a ser insignificante diante da grandeza de Maria”, avalia Chamon.

PREPARAÇÃO - O manto está sendo confeccionado pelo estilista Maurício de Souza dos Santos, escolhido para fazer a peça pela terceira vez consecutiva. Para a indumentária da Santa deste ano, as cores foram deixadas de lado, e os bordados serão em ouro, prata e branco. “A delicadeza vai realçar a beleza da Santa”, diz o estilista.

O Congresso Eucarístico foi o tema escolhido para o Círio da Alepa 2016. Por isso, o manto de cetim perolado trará a simbologia da pomba da paz bordada na parte de trás. As laterais terão rosas bordadas com fios de ouro. Outros elementos serão bordados com canutilhos prata e acabamentos com miçangas brancas. Também serão usados muitos broches em strass, paetês nacarados e galão dourado no acabamento, além de 60 cristais Swarovski salpicados pelo tecido para garantir o brilho da Santa. O manto será fechado com um broche em formato de laço dourado com pedras semipreciosas, como o cristal de quartzo.

“O projeto do manto contou com a colaboração do estilista Jorge Bittencourt, que já confeccionou mantos para a imagem original do Círio. Ele fez a pesquisa e desenhou o modelo executado por nós”, explica Maurício. “Vai ficar lindo e combinar com as flores usadas na berlinda. Como é uma procissão de rua que acontece de dia, quisemos fazer algo que se destacasse”, conclui o estilista.

O manto foi avaliado em R$ 850 reais. Antes do dia da procissão, apenas cinco pessoas da Comissão de Catequese verão o trabalho e experimentarão a indumentária na imagem que é levada no Círio da Alepa, para verificar se algum ajuste é necessário. Só então, o manto de 2016 será apresentado oficialmente.

“Gosto muito de fazer o manto para a Alepa e participo de todas as atividades, desde a trasladação, a missa, a procissão e a Sessão Solene em seguida, até encerrar, para ver a reação das pessoas ao verem a Santa com o manto que fizemos”, garante Maurício.

Aos servidores e moradores do entorno da Alepa, resta esperar para verem a beleza de Nossa Senhora de Nazaré em novos trajes.

MANTO - Segundo a lenda do achado da Imagem da Virgem de Nazaré, ela já estava com um manto no momento em que foi encontrada pelo caboclo Plácido. A tradição foi mantida e, ao longo dos anos, foi ganhando vários outros. Em 1953, a imagem autêntica recebeu um manto bordado a ouro e pedras preciosas, além de receber a Coroa Pontifícia.

A confecção dos primeiros mantos é atribuída à irmã Alexandra, da Congregação das Filhas de Sant'Ana, do Colégio Gentil Bittencourt. Ela confeccionava o manto e o promesseiro doava o material. Foi assim até sua morte, em 1973. Depois disso, quem assumiu a missão foi a ex-aluna e ajudante, Esther Paes França, que fez 19 mantos. Daí em diante, vários católicos e estilistas famosos passaram a confeccionar os trajes oficiais que, todos os anos, vestem Nossa Senhora de Nazaré. 

Fonte: Assembléia Legislativa
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores