quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Denunciado por triplex, Lula deve enfrentar pela primeira vez juiz Sérgio Moro



Ex-presidente já havia sido denunciado por obstruir a Justiça, mas processo ficou em Brasília. Acusado de corrupção e lavagem de dinheiro por causa das reformas no tríplex no Guarujá, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve ter, pela primeira vez, uma denúncia analisada pelo juiz Sergio Moro, da operação Lava Jato.

Em dezembro do ano passado, o ex-presidente já havia sido denunciado sob acusação de obstruir a Justiça por supostamente ter tramado, ao lado do ex-senador Delcídio do Amaral, a fuga o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró. Na ocasião, no entanto, a denúncia foi oferecida ao STF (Supremo Tribunal Federal) por causa do foro privilegiado que Delcídio gozava devido à sua condição de senador.
Após a cassação do mandato de Delcídio, em maio deste ano, o processo foi transferido para 10ª Vara Criminal da Justiça Federal no Distrito Federal. Em julho, o juiz Ricardo Augusto Soares Leite aceitou a denúncia e transformou Lula em réu.
Agora, a denúncia foi feita no Paraná, pelo núcleo de procuradores envolvidos diretamente nas investigações da Lava Jato, e por isso caberá a Moro, da 13ª Vara Criminal do TRF-PR, examinar se considera as acusações consistentes o suficiente para que Lula responda por elas — tornando-se réu pela segunda vez.
Segundo a nova acusação, Lula foi contemplado com propinas de R$ 3,7 milhões - valores supostamente investidos pela empreiteira OAS nas obras de reforma e na instalação de mobiliário no tríplex do Condomínio Solaris, no Guarujá, cuja propriedade é atribuída a Lula. A defesa de Lula nega a acusação e diz que a denúncia é um "truque de ilusionismo".
Na avaliação de petistas, Moro é um juiz que persegue o partido. Por isso, o fato de o destino de Lula estar nas mãos do magistrado não é bem visto.
Em março, Lula chegou a ser nomeado ministro da Casa Civil por Dilma Rousseffo que foi encarado como uma manobra para escapar do juiz, Oficialmente, a nomeação tinha como objetivo alçar Lula ao posto de principal articulador político do governo. A oposição, no entanto, entendeu o movimento como uma forma de dar foro privilegiado ao ex-presidente.
Além da denúncia a respeito triplex, Lula ainda pode ser julgado por Moro em ao menos mais duas ocasiões, já que o ex-presidente é alvo de outros dois inquéritos na Lava Jato, que ainda podem virar denúncia. Um deles apura se Lula é o verdadeiro proprietário do sítio em Atibaia reformado pela Odebrecht. O outro inquérito investiga se palestras foram usadas para que o petista recebesse dinheiro de propina.
Fonte: R7
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores