segunda-feira, 9 de maio de 2016

Vacinação contra H1N1 chega ao ambiente industrial


Desde o dia 18 de abril, postos de saúde em todo o Pará estão oferecendo a campanha de vacinação contra o vírus H1N1, uma forma mais grave de gripe. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a vacinação segue até o dia 20 de maio e mais de 1,8 milhões de doses foram distribuídas. A campanha nacional do Ministério da Saúde vem imunizando grupos prioritários: crianças com idade entre seis meses e cinco anos, gestantes, idosos, mulheres com até 45 dias após o parto, pessoas com doenças crônicas, profissionais de saúde, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Algumas empresas vêm adquirindo a vacina para também imunizar seus empregados, e assim contribuir com a saúde dos seus trabalhadores. A Alumínio Brasileiro S/A (Albras), maior fábrica de alumínio primário das Américas, localizada em Barcarena, promoveu uma campanha de quatro dias para todos que atuam na empresa. “Somos privilegiados por termos essa oportunidade de nos vacinar, já que muitos não participam dos grupos prioritários. Não estamos apenas nos protegendo, mas também a nossa família, já que uma vez imunizados não seremos agentes de transmissão da gripe”, ressalta Rubya Silva, enfermeira do trabalho da empresa.

O governo federal trabalha com a meta de imunizar 49,8 milhões de pessoas, conforme projeções anunciadas pelo Ministério da Saúde. A ideia é conter o avanço da doença no inverno, quando as baixas temperaturas ampliam a circulação dos vírus causadores de doenças respiratórias. Para João Batista Serrão, mecânico da Albras, a campanha é uma ótima iniciativa: “É uma forma de nos proteger. Os sintomas da gripe são muito fortes, e por isso a empresa está se antecipando para aumentar a segurança e saúde dos empregados na área”.

Fonte: Temple Comunicação
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores