sexta-feira, 6 de maio de 2016

Adepará apreende mais de 20 mil doses de vacina em Alenquer


Técnicos da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará) retiveram mais de 20 mil doses de vacinas contra a febre aftosa, botulismo e brucelose no município de Alenquer, no Baixo Amazonas. A apreensão foi realizada essa semana, quando a carga chegava a uma revenda agropecuária da cidade. O produto era procedente do município de Brasil Novo.

As vacinas estavam acondicionadas em caixas térmicas lacradas (isopor), mas não apresentavam a temperatura adequada (entre 2° e 8°) para que sua eficácia estivesse garantida. “Os recipientes não apresentavam gelo suficiente para a conservação das vacinas”, explica o técnico da Adepará, Altemar Paixão, que acompanhou o trabalho juntamente com os técnicos João Cambraia e Joaquim da Silva Batista.

Segundo o diretor de Defesa e Inspeção Animal da Adepará, Jefferson Oliveira, as vacinas serão inutilizadas, já que não tem mais a capacidade de imunizar os animais. “A fiscalização em revendas agropecuárias é permanente e faz parte da rotina dos técnicos da Adepará. Essas ações são intensificadas em períodos de campanha de vacinação contra a febre aftosa, como o que estamos agora, e que prossegue até o dia 31 de maio”, garante Jefferson Oliveira.

De acordo com o gerente do Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa da Adepará, George Santos, para garantir a capacidade de determinadas vacinas produzirem anticorpos nos animais é necessário manter a temperatura de conservação determinada pelo fabricante e certificada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). “Quando não se mantém a temperatura de conservação, a vacina perde efeito, pois seus componentes desnaturam. Cabe a Adepará fiscalizar o atendimento a esta exigência por quem transporta, comercializa e aplica a vacina, para que toda a cadeia produtiva esteja certificada, garantindo a imunização efetiva do rebanho”, frisa.

O dono da carga foi notificado e também foi lavrado o termo de apreensão da carga pelos técnicos da Agência.

Fiscalização – Em outubro do ano passado, 80 mil doses de vacina contra a febre aftosa foram apreendidas pela Adepará em Monte Alegre, no oeste do estado. O produto estava acondicionado de modo inadequado. A carga saiu de uma distribuidora no nordeste do país e tinha como destino final uma revenda veterinária no município. A apreensão ocorreu no porto hidroviário de Monte Alegre.

Fonte: ADEPARÁ
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores