terça-feira, 1 de novembro de 2016

Marketing de conteúdo: quatro marcadores para se ficar de olho na hora de mensurar


Por Welton Ramos

Mensurar estratégias e ações de marketing não é uma tarefa fácil. Algumas delas têm resultados muito subjetivos, ou de longo prazo, o que dificulta a visão do resultado imediatista com o qual estamos acostumados na propaganda. O marketing de conteúdo é uma dessas ações de prazo mais longo, e estratégia mais marcada por instigar nos consumidores algo que não é o simples desejo de compra. Estou falando de posicionamento de marca, de prestígio, de autoridade.

O marketing de conteúdo carrega consigo o peso de transformar uma marca em algo vendável, confiável e referencial naquele segmento. Então, como medir algo que mostra respostas tão complexas nos consumidores, e que não aparecem diretamente e imediatamente no aumento de vendas finais?

Bom, é justamente sobre isso que esses marcadores falam. Eles indicam aspectos que te permitem avaliar como anda sua estratégia de marketing de conteúdo, além de mostrar se sua máquina de vendas funciona bem. A máquina de vendas de uma empresa influencia diretamente esses marcadores, e consequentemente o próprio marketing de conteúdo. Logo, ter esse mecanismo processual funcionando bem é o básico para se conseguir qualquer métrica, ou mesmo efetividade de ações focadas em comunicação.

A máquina de vendas estrutura marketing, venda e pós venda, no mesmo padrão do funil de vendas, considerando realimentação e manutenção ao fim do funil. Essa máquina participa de toda a jornada do cliente pelos processos da empresa. É através desse bom funcionamento que é possível interpretar os indicadores que podem ser relacionados ao marketing de conteúdo. No marketing, temos os três primeiros marcadores:
·         Custo de Aquisição de Clientes e Custo por Lead: o custo de aquisição de um lead e de um cliente sempre deve ser o mais baixo possível. Captar clientes dispende dinheiro, mas deve ter uma boa relação custo x benefício. Quanto menor o custo, maior a efetividade. Quando um conteúdo chama a atenção, ele tende a atrair foco suficiente para se tornar uma oportunidade. A atenção é direcionada e alimentada para o foco de conversão de lead. Quanto mais alinhado o conteúdo for, mais ele chama a atenção do público alvo, logo ele custa menos, pois os esforços não precisam ser reciclados.
·         Taxa de conversão: esse marcador está diretamente ligado ao anterior, pois é na qualidade da informação compartilhada através do marketing de conteúdo, que a taxa de conversão aumenta. Quando o conteúdo é rico, ele guia o consumidor até o ponto de conversão. No fim do processo deve haver uma landing page para recepcionar seu consumidor curioso. Ali ele dará dados a você para conversão e entendimento de sua necessidade.
·         Presença digital: com o aumento do conteúdo, ele se torna uma base de dados que é sempre interessante a seu consumidor. Com maior espaço na web, tomado por sua marca, o conteúdo se mantém vivo no Big Data, e pode ser reutilizado, além de ser fonte de conhecimento eterno para seus clientes potenciais. Quanto maior sua presença digital, melhor. A marca vai ganhando autoridade, e as próprias oportunidades já criadas se tornam cases de sucesso. Essa presença aumenta, e é a uma métrica que mostra o reconhecimento da marca ao longo do tempo. Quando ocorre a venda, o lead já chega com informação detalhada, alimentada e direcionada. A partir do momento em que isso é reutilizado para manter o cliente fiel, e mesmo no posicionamento como autoridade, temos um processo de venda facilitado.
A venda é um processo que se mescla ao marketing, e é seguido pelo pós venda, onde é importante se atentar aos seguintes marcadores:
·         Net Promoter Score: é nesse ponto em que o marketing de conteúdo deve continuar nutrindo o cliente já conquistado. É aqui onde você divulga como melhor usufruir do seu produto ou serviço, melhorando a experiência e a satisfação do cliente. Eles mesmos vão nutrir sua marca com críticas positivas, o que aumenta sua reputação e deixa a empresa mais atraente, além de espalhar a palavra. Um cliente satisfeito é um cliente onde se pode crescer, manter e que se torna embaixador da sua marca.
Observando essas quatro marcadores é possível ter ideias dos resultados e direcionamentos que podem indicar necessidade de mudança ou constância na sua estratégia de marketing de conteúdo.O cliente é seu melhor termômetro.
Welton Ramos é jornalista na InformaMídia Comunicação e colaborador do Blog da PME.

Sobre a InformaMídia

www.informamidia.com.br  (11) 2834 9295
A InformaMídia é uma agência de comunicação focada no atendimento a empresas de pequeno e médio porte dos mais variados segmentos da indústria e serviços. A empresa realiza um diagnóstico 360º graus da comunicação de cada cliente, oferecendo soluções customizadas que auxiliam no atingimento de seus objetivos estratégicos de marketing e vendas e atuando diretamente na geração de resultados efetivos e de longo prazo.


Fonte: InformaMídia Comunicação
Reações:

0 comentários:

Lava jata do gaúcho

Lava jata do gaúcho

Marcadores